Política-ABC, Santo André, Sua região

Paulo Serra afirma que retorno das aulas presenciais será decidido na última semana de janeiro

Em sua primeira live de 2021, nesta quarta-feira (6),  o prefeito de Santo André, Paulo Serra (PSDB), afirmou que a previsão de retorno das aulas presenciais  é fevereiro, mas que a definição só será dada no final deste mês, porque está condicionada ao número de casos de covid-19.

“Trabalhamos com cronograma para fevereiro, modelo híbrido (presencial e a distância), escolas públicas e particulares. Os números serão analisados semanalmente. Quando teremos uma definição? Até a última semana de janeiro. Hoje os números nos permitiriam voltar, mas essa doença muda muito rápido. Vamos perceber o que aconteceu com as festas de fim de ano, com a curva da doença, daqui a uma semana. Vamos trazer essa discussão também para o Consórcio Intermunicipal, ouvir os outros prefeitos, mas segue o cronograma para aulas em fevereiro”, ressaltou.

O prefeito destacou, ainda,  que a prefeitura já distribuiu chips (telefone) e serão entregues tablets para que os alunos possam acompanhar o conteúdo pedagógico deste ano. ” A educação é prioridade, mas a vida humana é a maior prioridade neste momento.”

LEITOS

O prefeito afirmou que Santo André é uma das cidades que mais tem leitos para pacientes com covid do Brasil, mas destacou a importância dos cuidados com a prevenção. “A vacina está aí. Já enxergamos a luz no fim do túnel, mas o túnel é longo e não dá para relaxarmos. Hoje (quarta-feira) foram 70 internações e temos uma média de 20 a 30. Por que o aumento? Porque estamos vivendo as consequências do Natal e na semana que vem podemos viver as consequências do ano novo. A máscara é essencial. Se duas pessoas estiverem conversando e uma delas tiver covid, mas as duas estiverem de máscara, o risco de contágio é de menos de 2%. Não podemos abandonar a máscara”, pontuou.

O prefeito não descartou a abertura de novos leitos, mas ponderou que o número de casos pode crescer rapidamente e é necessário parar, novamente, a velocidade do vírus. Segundo Serra, foram renovados todos os contratos com os pit stop da prevenção, além disso, a distribuição de máscaras e álcool será ampliada, bem como a fiscalização intensificada este mês. “Estamos na reta final dessa guerra, que ganhamos diariamente. O mundo ideal não existe, mas os cuidados dependem de cada um de nós. O uso da máscara é fundamental para manter a pandemia sob controle”, destacou.

COMÉRCIO

Paulo Serra afirmou que a prefeitura está chamando para conversar os proprietários de estabelecimentos que podem propiciar aglomerações, para que também sejam conscientes, a fim de evitar novas medidas restritivas. “O número de casos assusta. Se passarmos muito dos 70% de ocupação (de leitos), podem ter a certeza que a região metropolitana já está toda ocupada. Repito, Santo André é uma das cidades que tem mais leitos por 100 mil habitantes no Brasil, mas precisamos continuar tomando cuidado.”

VACINAÇÃO

Serra destacou que a cidade está preparada para a vacinação contra a covid, assim que o governo do Estado, que prevê início da imunização em 25 deste mês, ou o governo federal, liberem as doses. “Temos 500 mil kits para vacinação, além de freezer e local para armazenar as vacinas. Se não for a Coronavac, for outra que necessita de um superfreezer, como a Pfizer, já temos também no nosso Galpão da Saúde. Então, se o governo do Estado começar a vacinar dia 25, Santo André também começa. Estamos preparados para a vacinação”, afirmou.

Segundo Serra,  a cidade contabiliza 29.849 casos confirmados de coronavírus desde o início da pandemia, 867 mortes, 27.219 pacientes recuperados. A ocupação de leitos de  UTI está em  60,74% e a de enfermaria, 46,85%.

 

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*