Copa do mundo, Esportes, Futebol

Paulinho marca três vezes, e Brasil fica perto da Copa

Paulinho comemora seu terceiro gol no Centenário. Foto:  Pedro Martins/MoWA PressA seleção brasileira não se intimidou com o estádio Centenário lotado e venceu o Uruguai por 4 a 1, ontem (23), pela 13ª rodada das Eliminatórias Sul-americanas para a Copa do Mundo.

O destaque foi o volante Paulinho, que marcou três gols e saiu celebrado pelos companheiros. Neymar fez o outro, de cobertura. Cavani balançou a rede para os uruguaios.

O resultado deixa a seleção brasileira muito próxima da classificação para a próxima Copa do Mundo, em 2018, na Rússia. O time de Tite foi aos 30 pontos e abriu sete pontos para o vice-líder Uruguai. Para o Equador, quinto colocado, são 10 pontos – os quatro primeiros garantem vaga direta, e o quinto vai para a repescagem. Ainda faltam cinco rodadas e 15 pontos em jogo.

Além de se aproximar do Mundial, o Brasil conseguiu algo que nenhum time ainda havia feito: vencer o Uruguai em sua casa. São sete jogos e sete vitórias com Tite.

A primeira boa chance do jogo começou dos pés de Neymar. Aos 4 minutos do primeiro tempo, o atacante tocou para Philippe Coutinho na direita. O meia cruzou rasteiro em direção a Roberto Firmino, mas o atacante furou.

O erro brasileiro custou caro. Cinco minutos depois, o lateral Marcelo recuou a bola para o goleiro Alisson com o peito, mas o toque saiu fraco e Cavani se adiantou para interromper o passe. Para parar o atacante, Alisson fez pênalti. O próprio Cavani cobrou e abriu o placar.

Com a vantagem, os uruguaios se fecharam na defesa, o que dificultou a entrada na área. A saída encontrada pela seleção foi o chute de longa distância. Funcionou. Aos 18, o volante Paulinho conduziu a bola na intermediária e chutou forte, no ângulo de Martin Silva, para empatar o jogo.

Virada

Após o gol, o Brasil dominou a primeira etapa e teve as melhores chances. O gol da virada, porém, veio somente no segundo tempo. Aos 7, Firmino recebeu na entrada da área, girou e chutou rasteiro. Martín Silva espalmou, e Paulinho aproveitou o rebote para balançar a rede novamente.

A seleção brasileira não se contentou com os dois gols e foi em busca do terceiro, que veio os 29 em bonito lance. Miranda deu um chutão para o ataque, Neymar ganhou na velocidade do marcador e ficou cara a cara com o goleiro Martin Silva. Com frieza, Neymar deu toque sútil de cobertura.

Paulinho fechou o placar, aos 47 minutos. O volante aproveitou cruzamento e escorou de peito para ampliar e fechar a goleada histórica sobre os uruguaios.

 

URUGUAI 1 X 4 BRASIL

Gols: Cavani, aos 9, e Paulinho, aos 18 minutos do primeiro tempo. Paulinho, aos 7; Neymar, 29; e Paulinho, aos 47 minutos da 2ª etapa. Árbitro: Patricio Loustau (Argentina). Estádio: Centenário, em Montevidéu, ontem à noite.

URUGUAI

Martín Silva; Maxi Pereira, Coates, Godín e Gastón Sil­va; Carlos Sánchez (Hernández), Vecino, Arévalo Rios e Cristian Rodríguez; Rolan (Stuani) e Cavani. Técnico: Ó.Tabárez.

BRASIL

Alisson; Dani Alves, Marquinhos, Miranda e Marcelo; Casemiro; Coutinho (Willian), Paulinho, R.Augusto (Fernandinho) e Neymar; Firmino (Diego Souza). Técnico: Tite.

 

‘Foi mais do que eu imaginava’, diz Tite sobre a goleada em Montevidéu

O técnico Tite não escondeu a surpresa com a goleada por 4 a 1 sobre os uruguaios no Estádio Centenário.

De virada, o time venceu por 4 a 1, ontem (23), em Montevidéu pelas Eliminatórias Sul-americanas para a Copa da Rússia, em 2018.

“Foi mais do que imaginava. Fiquei muito feliz pelo desempenho durante os 90 minutos. Gostei da capacidade que tivemos de absorver o gol e manter a proposta de jogar na adversidade”, afirmou o treinador. Foi a oitava vitória seguida de Tite no cargo.

“A seleção ainda tem muito a crescer. Vou ficar sempre desafiando e colocando fogo”, acrescentou o técnico.

Com o cartão amarelo que suspendeu Daniel Alves de Brasil x Paraguai, marcado para a próxima terça-feira, na Arena Corinthians, Tite confirmou ontem que um novo lateral será chamado. A tendência clara é que Fagner, do Corinthians, assume a lugar do titular da ala direita em Itaquera.

 

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*