Economia, Notícias

Páscoa será de barras de chocolate e bombons, prevê Acisbec

Páscoa será de barras de chocolate e bombons, prevê Acisbec
Segundo a Apas, os ovos de Páscoa vendidos em supermercados estão até 40% mais caros neste ano. Foto: Divulgação/Acisbec

Como reflexo da escalada inflacionária, a Páscoa deste ano será de lembrancinhas, de compra de barras de chocolate e bombons, segundo previsão do presidente da Associação Comercial e Industrial de São Bernardo (Acisbec), Valter Moura. “Os preços estão muito altos. Além disso, o consumidor perdeu o poder de compra”, avaliou o dirigente.

O presidente da entidade avalia que o consumidor não consegue acompanhar o aumento dos preços dos alimentos em geral. “O valor de um ovo de chocolate pequeno, de 250g, de marcas tradicionais, custa mais do que 10% do salário mínimo, em torno de R$ 120. É impossível. Por isso, a saída será optar por bombons e barras de chocolate”, projetou.

Para Moura, a tendência é o consumidor esperar até os últimos dias para ver se os preços baixam. “A possibilidade é não comprar ou ficar sem”, aposta. Para evitar perdas ou encalhes, os ovos de chocolate podem ser vendidos a preço de custo, posteriormente, para aumentar a chance de venda, segundo explicou o dirigente.

PEQUENOS NEGÓCIOS

A data sazonal também oferece oportunidade para microempreendedores com venda de ovos artesanais. “Muitas pessoas buscam uma renda extra, e a Páscoa é o melhor momento para as vendas. O consumidor está incerto em relação ao que pode acontecer na economia. Por isso, deve procurar opções caseiras, que são mais baratas em relação aos ovos de chocolate tradicionais que tem embutida no preço a embalagem, entre outros custos do comerciante estabelecido”, acrescentou Moura.

Dados da Associação Paulista de Supermercados (Apas) indicam que os ovos de Páscoa vendidos em supermercados estão até 40% mais caros em relação aos preços praticados no mesmo período do ano passado.

Print Friendly, PDF & Email

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*