Editorias, Mundo, Notícias

Parlamento pressiona premiê por acordo para saída britânica da UE

Parlamento pressiona premiê por acordo para saída britânica da UE
Corbyn afirmou que aceitará conversar com May apenas diante da certeza que a saída ocorrerá mediante um acordo. Foto: Reprodução

O líder do Partido Trabalhista britânico, Jeremy Corbyn, enviou uma carta à primeira-ministro, Theresa May, na qual afirma que propor a saída imediata do Reino Unido da União Europeia sem acordo é uma “ameaça” e pode ter um “resultado desastroso”. A reação ocorre no momento em que o governo negocia com partidos políticos alternativas para o Brexit, rejeitado há dois dias.

“Estamos firmemente convencidos de que o ponto de partida para qualquer discussão sobre como quebrar o impasse de Brexit deve ser que descartar ameaça de um resultado desastroso de ‘nenhum acordo’”, diz o texto.

Segundo Corbyn, é uma posição compartilhada por todos os partidos da oposição, incluindo o Partido Democrático Unionista (DUP).

Negociações

Theresa May tem até segunda-feira (20) para apresentar o chamado “plano B”, a proposta alternativa à rejeitada, para fixar as regras para saída do Reino Unido da União Europeia.

Nesta quinta (16) a primeira-ministra, que sobreviveu à moção de desconfiança, depois de o Parlamento rejeitar sua proposta de deixar a UE, convidou todos os líderes partidários a discutir individualmente uma saída do Brexit.

Corbyn afirmou que aceitará conversar com May apenas diante da certeza que a saída ocorrerá mediante um acordo.

Durante um discurso no distrito de Hastings, no sul da Inglaterra, Corbyn observou que é possível encontrar uma solução satisfatória.

“Somos sensatos, somos sérios e somos positivos nisso”, insistiu, observando que o segundo referendo na União Europeia continua sendo uma “opção”.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*