Brasileirão, Esportes

Para Cássio, ficar fora da Copa Libertadores seria ‘grande decepção’ para o Corinthians

Cassio: “foi um ano em que oscilamos muito”. Foto: Arquivo

O goleiro Cássio vê a reta final da temporada como “tudo ou nada” para o Corinthians. Em entrevista concedida ontem, o jogador – que está mantido entre os titulares por problema físico de Walter – disse que perder uma vaga na Copa Libertadores de 2017 seria grande decepção.

“Foi um ano em que oscilamos muito, fomos muito irregulares. Tivemos momentos bons e ruins, não conseguimos manter boa regularidade no segundo semestre. Ficamos um pouco para trás e, agora, temos de correr atrás nessas quatro partidas para buscar o G-6. Se não classificar no G-6 será uma grande decepção”, comentou Cássio, com a receita para atingir o objetivo: pragmatismo.

“Temos de ganhar. Estamos oscilando muito e temos de ter regularidade nesses quatro jogos. Nem que seja de meio a zero, tem de ganhar as partidas dentro de casa. É importante para o começo de trabalho ano que vem. Estar na Libertadores é fundamental”, emendou o goleiro, no clube desde 2012.

Cássio também falou sobre a derrota por 4 a 0 para o São Paulo. “Para ser honesto, fiquei bem chateado por ter perdido e nem tive coragem de ver os lances do jogo. Foi um dos piores fins de semana desde que cheguei ao Corinthians, mas tem de levantar a cabeça. Foi bem dolorido perder da maneira que perdemos, mas tem de pensar no próximo jogo e tentar melhorar”, resumiu.

“Tenho mais três anos de contrato, pretendo cumpri-lo. Estou aqui há cinco anos, esse ano não foi muito bom, mas ganhei cinco títulos, tenho mais de 250 jogos. É normal que em algum momento tenha um pouco de queda. Tem de buscar o G-6 e preparar para o ano que vem. Potencial já mostrei que tenho”, comentou.

“É difícil até explicar”, disse sobre o momento difícil. “Às vezes você toma um gol, e a torcida e imprensa começam a falar que o outro goleiro está melhor. O treinador sabe quem é titular e reserva, mas as especulações partem mais da imprensa.”

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*