Brasileirão, Esportes

Palmeiras volta a ligar sinal de alerta para erros defensivos

O mau momento que o Palmeiras viveu após a derrota para o Corinthians na final do Campeonato Paulista já é passado. O time está embalado por sequência sólida de resultados, com oito jogos seguidos sem perder e três vitórias consecutivas, e chega em alta para reencontrar o rival no dérbi de domingo (13), pelo Brasileirão. A defesa, porém, segue dando sinais de alerta.

Tem sido comum nos últimos jogos do Palmeiras o time atuar bem na maior parte dos 90 minutos, mas sofrer com erros defensivos pontuais e tomar pressão na reta final. Na vitória por 2 a 1 sobre o América-MG pela Copa do Brasil, por exemplo, o alviverde dominava o segundo tempo quando Antônio Carlos errou em uma saída de bola, foi desarmado e permitiu ao time da casa diminuir o placar.

Edu Dracena ganhou a titularidade após Roger considerar que sua experiência poderia ser útil para tranquilizar a equipe em um momento de instabilidade e reduzir a quantidade de erros. O veterano avaliou que o sufoco que o Palmeiras levou no final da partida foi desnecessário.

“Poderíamos ter ficado mais com a bola. A gente tentou sair jogando, mas eles estavam marcando em cima. Tinha de ficar com a posse no ataque, não na defesa”, disse.

Outros momentos recentes de desconcentração do setor defensivo palmeirense puderam ser vistos na estreia do Brasileiro, contra o Botafogo, quando Thiago Martins e Felipe Melo perderam duelos aéreos dentro da área e permitiram o empate do time carioca; e na vitória por 3 a 1 sobre o Alianza Lima, na Libertadores, em que Thiago Martins tomou uma bola nas costas e acabou cometendo pênalti ao tentar se recuperar.

Para o clássico, Roger será obrigado a fazer mudança importante no sistema defensivo: o volante Felipe Melo está suspenso.

 

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*