Brasileirão, Esportes, Futebol

Palmeiras terá reservas e Bruno Henrique contra o Grêmio

Palmeiras treinou ontem no Pacaembu, palco do jogo de hoje. Foto: Cesar Greco/Agência PalmeirasCom um time praticamente reserva, com exceção do goleiro Fernando Prass, o Palmeiras enfrenta o Grêmio hoje (1º), às 16h, no Pacaembu, com o objetivo de conquistar a quarta vitória consecutiva no Campeonato Brasileiro.

A última vez que a equipe obteve essa sequência em um mesmo torneio foi em 2015, quando bateu São Paulo, Chapecoense, Ponte e Avaí em jogos pelo nacional.
Neste ano, a equipe obteve quatro triunfos seguidos, mas em duas competições diferentes. Venceu São Paulo, Santos e Mirassol, pelo Campeonato Paulista, e o Jorge Wilstermann-BOL, pe­la Copa Libertadores.

Se conseguir a quarta vitória, o Palmeiras pode terminar a rodada na terceira colocação. Atualmente, o time soma 16 pontos – um a menos que o Flamengo, terceiro colocado, que enfrenta o São Paulo amanhã (2), na Arena Luso-Brasileira.

Cuca já afirmou que usará uma equipe reserva no duelo contra o Grêmio – Renato Gaúcho deve fazer o mesmo no tricolor. O objetivo é dar descanso aos titulares visando o jogo contra o Barcelona de Guayaquil-EQU, marcado para a próxima quarta-feira, fora de casa, pelas oitavas de final da Libertadores.

A principal novidade será a estreia do volante Bruno Henrique, que estava no Palermo-ITA.

 

PALMEIRAS X GRÊMIO

Ár­bi­tro: Wagner do Nascimento Magalhaes (RJ/Fifa). Estádio: do Pacaembu, em São Paulo, às 16h (pay-per-view).

PALMEIRAS 

Fernando Prass; Mayke, Antônio Carlos, Luan e Ju­ninho; Bruno Henrique, Mi­chel Bastos e Raphael Veiga (Hyoran); Keno, Borja e Erik. Técnico: Cuca.

GRÊMIO

Bruno Grassi; Leonardo, Rafael Thyere, Bruno Rodrigo, Marcelo Oliveira; Jaílson, Machado, Lincoln; Fernandinho, Bolaños, Everton. Técnico: Renato Gaúcho.

 

Cuca perde a esperança de trazer atacante Diego Souza

O técnico Cuca já esteve mais otimista com a negociação do Palmeiras com Diego Souza, 32 anos.

“É muito improvável que venha”, disse Cuca, ontem (30), na Academia de Futebol. “A negociação dificultou muito. Não teve o desfecho que a gente esperava.”

Quem deixou o técnico mais desanimado foi Cícero Souza, gerente de futebol do Palmeiras. O dirigente viajou até Recife para tratar do negócio, mas já estava de volta quando Cuca deu entrevista.

Nos bastidores, o Palmeiras aguarda posicionamento de Diego. O Sport diz que só topa conversar se o atleta disser que quer sair.

 

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*