Brasileirão, Esportes

Palmeiras se refugia em Atibaia para aliviar tensão antes de clássico

Cuca observa treinamento do Palmeiras em Atibaia. Foto: Cesar Greco/Agência Palmeiras

Nada melhor que um retiro para afastar um ambiente tenso, como o vivido pelo Palmeiras na noite da última quarta-feira (14), durante o empate por 1 a 1 com o Flamengo, no Allianz Parque. Logo após o jogo, o elenco embarcou para Atibaia, no Interior paulista, onde se concentrará para o clássico de amanhã contra o Corinthians, em Itaquera.

Todo o ambiente de decisão criado para o jogo contra o Flamengo refletiu-se no desempenho do time na quarta-feira. Em entrevista concedida depois da partida, o técnico Cuca diagnosticou o nervosismo como um dos principais fatores negativos na atuação.

Fora elenco e comissão técnica, a diretoria de futebol também extrapolou na área externa. Irritado com um convidado de um camarote que comemorou o gol do Flamengo, o presidente Paulo Nobre exigiu a expulsão do torcedor. Seguranças foram acionados, e a confusão se estabeleceu nas áreas internas do Allianz Parque.

Agora, às vésperas de um clássico igualmente decisivo no Itaquerão – o Palmeiras sustentou a diferença de um ponto (48 a 47) sobre o Flamengo –, Cuca busca reencontrar o equilíbrio do grupo de atletas, tão elogiado pela consistente campanha no Campeonato Brasileiro.

“É uma sequência muito dura, desgastante. Para ter maior cuidado, vamos agora para lá. Dá para trabalhar bem mentalmente. Vamos estar lá unidos, conversando, achando o momento certo para cada situação”, declarou o treinador.

Mistério

A estratégia de esconder a escalação do time, adotada antes do duelo contra o Flamengo, deverá ser usada mais uma vez no clássico contra o Corinthians na definição das vagas de Vitor Hugo e Gabriel Jesus, ambos suspensos.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*