Esportes, Futebol

Palmeiras não entra em acordo com Verona, e Alan Empereur deixa o clube

O Palmeiras não entrou em acordo com o Hellas Verona, da Itália, pela renovação do empréstimo do zagueiro Alan Empereur. Dessa forma, o defensor, que tem contrato até 30 de junho, não joga mais pelo Alviverde. O jogador publicou longo texto em suas redes para se despedir, afirmou que gostaria de ter permanecido na equipe e disse que sai com o sentimento de ter cumprido sua missão.

“Foram vários jogos marcantes. Na lembrança levo a certeza de que dei o meu melhor do primeiro até o último dia em que aqui estive. Vim, venci, me sagrei campeão e cumpri meu dever”, ressaltou o zagueiro.

Havia no contrato uma cláusula obrigatória de compra caso Empereur fizesse pelo menos 60% dos jogos no período do empréstimo, o que não aconteceu. Sem alcançar a meta, o valor para a compra era considerado muito alto pelo Palmeiras. Por isso a diretoria tentou um novo empréstimo, mas não houve acordo com o Verona.

Além do alto valor para adquirir o atleta, também foram determinantes para a saída de Empereur alguns erros que o jogador cometeu durante sua curta passagem. O zagueiro tinha a confiança de Abel Ferreira e fez bom início, com atuações de destaque em jogos decisivos, o principal deles na Argentina contra o River Plate, pelas semifinais da Libertadores. No entanto, falhou no segundo jogo da Recopa Sul-Americana e foi expulso na estreia da equipe na Libertadores contra o Universitario, do Peru. Além disso, sofreu com lesões, foi desfalque em jogos importantes e tinha um salário considerado alto.

“Infelizmente chegou o momento de seguir novos rumos. Minha vontade era de ficar, mas são decisões que não dependem apenas disso, que vão além do meu querer. Entretanto, não tenho nada do que reclamar, apenas quero demonstrar minha gratidão por esse tempo que passei aqui”, resumiu o atleta.

Empereur não fez parte dos últimos treinos na Academia de Futebol e vai assinar sua rescisão nos próximos dias. Também não foi ao Paraguai com o elenco receber a primeira dose da vacina contra a covid-19 ofertada pela Conmebol.

Contratado em novembro do ano passado a pedido do técnico Abel Ferreira, o zagueiro se despede do Palmeiras com os títulos da Libertadores e da Copa do Brasil. Atuou em 26 partidas em sua passagem de oito meses e não fez gols. Seu último jogo foi o contra o Flamengo, na primeira rodada do Brasileirão.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*