Brasileirão, Esportes, Futebol

Palmeiras mutante encara Corinthians quase imexível

Cuca sofre para encontrar a equipe, enquanto Carille mantém time estável. Cesar Greco/Agência Palmeiras e Daniel Augusto Jr./Agência CorinthiansTrata-se de realidade com­pletamente diferente da vivida no Corinthians. Foram escalados 16 titulares nos jogos do líder do nacional. Cássio, Arana, Maycon e Jô estiveram em todas as partidas da equipe até agora.

Entre os titulares, o lateral Fágner, com oito atuações, foi o que menos entrou jogando. A seleção brasileira, no caso, atrapalhou o técnico Carille.

Curiosamente, a formação ideal do técnico foi rascunhada em um confronto contra o Palmeiras, em 22 de fevereiro. A vitória por 1 a 0, na Arena Corinthians, deu mais do que “confiança” ao time, como opinou o meia Jadson, principal contratação do clube.

Carille apostou na época em três garotos revelados na base: o lateral esquerdo Guilherme Arana, o volante Maycon e o atacante Léo Jabá.

Os três haviam retornado ao time uma semana antes, após defender a seleção no Sul-Americano sub-20 .
Arana e Maycon viraram soluções para Carille – que, durante aquela partida, testou também Jô, então reserva da equipe e hoje artilheiro do alvinegro. A vitória moldou um Corinthians estável e lançou luz sobre defeitos do rival.

Com aspirações altas na temporada, o Palmeiras sofre para se encontrar enquanto disputa Brasileiro, Copa do Brasil e Libertadores. Trocou de técnico uma vez e de time titular muitas desde fevereiro.

Um dos principais problemas do técnico Cuca tem sido as laterais. Tanto na direita quanto na esquerda não há titulares definidos. No total, sete atletas atuaram no setor nos dois lados do campo.

Um dos recordistas em atuações, Mayke entrou nove vezes como titular no Brasileiro. No domingo recebeu críticas de Cuca no Mineirão. Após o primeiro gol do Cruzeiro, as câmeras mostraram o treinador gesticulando com o atleta.

Tchê Tchê – que também tem sido usado no meio e entrou como titular nove vezes – e Jean também já atuaram na direita. Na esquerda, Egídio, Zé Roberto, o zagueiro Juninho e até Michel Bastos foram usados.

No ataque, a dúvida sobre a eficiência dos reforços fica mais latente. Contratação mais cara da história do clube, Borja atuou apenas duas vezes como titular.

 

Cuca esconde time, mas terá reforços de Borja, Guerra e Felipe Melo

Assim co­mo já tem sido tradição, Cuca não revelou qual Palmeiras escalará na partida de hoje (12), contra o Corinthians, no Allianz Parque. No treino de ontem, o técnico permitiu que a imprensa entrasse apenas quando os jogadores disputavam um rachão.

A certeza é de que Felipe Melo, Alejandro Guerra e Miguel Borja estarão à disposição do técnico. Os dois estrangeiros têm chance de entrar jogando o clássico. Felipe Melo, por sua vez, está há um mês sem atuar e não terá condições de ser titular.

O time alvinegro terá força máxima para o jogo válido pela 13ª rodada. Fagner está confirmado na equipe titular mesmo depois do pisão no pé sofrido na segunda-feira.

Carille disse ontem que o clássico desta noite não tem favorito. “Não tem favorito. Temos de somar pontos, ainda mais contra um rival. Se não forem três pontos, que seja ao menos um”, afirmou o treinador.

 

PALMEIRAS X CORINTHIANS

Ár­bi­tro: Leandro Vuaden (Fifa/RS). Estádio: Allianz Parque, em São Paulo, às 21h45 (Globo, pay-per-view)

PALMEIRAS

Fernando Prass; Tchê Tchê, Mina, Luan e Egídio; Thiago Santos, Bruno Henrique e Guerra; Róger Guedes, Willian e Dudu. Técnico: Cuca.

CORINTHIANS

Cássio; Fagner, Pablo, Balbuena e Guilherme Arana; Gabriel, Maycon, Rodriguinho e Jadson; Jô e Romero. Técnico: Fábio Carille.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*