Esportes, Futebol, Libertadores

Palmeiras demite Eduardo Baptista após derrota para Wilstermann na Libertadores

Baptista não resistiu à derrota em Cochabamba. Foto: Cesar Greco/Agência PalmeirasEduardo Baptista, 47 anos, não é mais treinador do Palmeiras. Menos de cinco meses após ser contratado para substituir Cuca, que levou o clube ao título do Campeonato Brasileiro, o técnico foi demitido do cargo na noite de ontem (4).

A demissão de Eduardo Baptista aconteceu um dia após a derrota do alviverde para o Jorge Wilstermann-BOL por 3 a 2, na Bolívia, na noite de quarta-feira, pela quinta rodada da primeira fase da Copa Libertadores.

O treinador, que vivia sob a sombra de Cuca, já era cobrado desde o início da temporada por não conseguir dar padrão de jogo ao time.

Eduardo Baptista comandou o Palmeiras em 21 jogos oficiais neste ano. O treinador obteve 14 vitórias, dois empates e cinco derrotas.

O Palmeiras terminou a primeira fase do Campeonato Paulista com a melhor campanha na classificação geral. Depois de eliminar o Novorizontino com duas vitórias, o alviverde caiu diante da Ponte Preta na semifinal após perder o primeiro jogo por 3 a 0. Na partida de volta, venceu pelo placar mínimo.

Pela Libertadores, o time alviverde encontrou dificuldades em todas as partidas. Contra o Atlético Tucumán-ARG, arrancou um empate fora de casa. Na sequência, obteve duas vitórias em casa. Contra o Jorge Wilstermann marcou aos 50 minutos da etapa complementar. Diante do Peñarol-URU, a vitória foi conquistada aos 54 minutos.

Na partida de volta diante dos uruguaios, o clube saiu perdendo por 2 a 0 no primeiro tempo, mas conseguiu a virada por 3 a 2 na etapa complementar.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*