Brasileirão, Esportes

Palmeiras chega em baixa e com desfalques para duelos decisivos

Palmeiras chega em baixa e com desfalques para duelos decisivos
Felipão pode engrossar a lista de desfalques se for suspenso. Foto: Cesar Greco/Agência Palmeiras

O cenário que pintava perfeito na semana palmeirense ruiu com a derrota por 2 a 0 para o Boca Juniors, nesta quarta-feira (24), no jogo de ida das semifinais da Libertadores.

Agora, com a maioria dos principais jogadores cansados, com confiança abalada e com sério risco de não ter o técnico Luiz Felipe Scolari à frente do banco de reservas, o time alviverde tenta esquecer a derrota para não comprometer a semana decisiva.

Líder do Brasileirão com 62 pontos, o Palmeiras encara o vice Flamengo (58) no sábado, no Maracanã. Se não perder, seguirá como grande favorito ao título, mas uma derrota o deixará mais pressionado.

Isso porque, na próxima quarta-feira, a equipe receberá o Boca, no Allianz Parque, com a missão de vencer por três gols de diferença. Se devolver o placar de 2 a 0, a vaga será decidida nos pênaltis.

Contra o Ceará, no último domingo, o Palmeiras perdeu o lateral direito Mayke, o volante Bruno Henrique e o meia Lucas Lima devido ao terceiro cartão amarelo. O atacante Deyverson, que foi expulso, também está fora.

Essa expulsão, aos 45 minutos do primeiro tempo, provocou  maior desgaste nos atletas, pois foram 50 minutos com um jogador a menos. Na Bombonera, ao correr atrás do rival o tempo todo, a equipe aumentou o cansaço.

Enquanto o Flamengo só treinou, o elenco palmeirense desembarcou nesta quinta-feira à tarde no Rio. O único treinamento será nesta sexta-feira. “Tem de sentir mesmo, pegar essa tristeza e angústia e reverter em força. Temos outra decisão no sábado”, afirmou o meio-campista Moisés.

FELIPÃO

O Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD ) marcou para esta sexta-feira (26) o julgamento de Alexandre Mattos e de Luiz Felipe Scolari por incidentes em jogos contra o Cruzeiro, no dia 26 de setembro, pela Copa do Brasil, e no dia 30 do mesmo mês, pelo Brasileirão.

O Tribunal explica que o técnico será julgado por incitar o ódio e a violência e foi enquadrado no artigo 243-D do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD), com a pena prevista de suspensão de 360 a 720 dias e multa entre R$ 100 e R$ 100 mil. O diretor foi enquadrado por desrespeitar a arbitragem e responderá no artigo 258 do CBJD, que tem como pena prevista a suspensão por 15 a 180 dias a dirigentes.

Se condenado, Felipão já não poderá comandar o Palmeiras na beira do gramado contra o Flamengo, neste sábado. Mattos, por sua vez, não poderia assinar documentos e também não frequentaria ambientes oficiais de jogo.

 

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*