Economia, Notícias

Pagamento de 13º a metalúrgicos vai injetar R$ 430 mi na economia do ABC

13º de metalúrgicos vai injetar R$ 430 mi na economia do ABC
Base tem rendimento médio mensal de R$ 6.179. Foto: Arquivo

O pagamento do 13º salá­rio a trabalhadores da base do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC vai injetar R$ 429,8 mi­­lhões em recursos na economia da região neste ano. Os dados integram a estimativa elabora­da pela subseção do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese) do sindicato e levam em consideração os dados da Relação Anual de Informações Sociais (Rais) e do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), ambos do Ministério da Eco­nomia, assim como as esta­tís­ticas da Previdência Social.

A categoria é composta de 68 mil metalúrgicos – com vínculo nas indústrias de São Bernardo, Diadema, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra – e tem rendimento médio mensal de R$ 6.179. A base exerce forte influência na economia local, uma vez que representa 5,5% da mão de obra da região a receber o benefício no final do ano, mas participa com 13% dos recursos totais a serem pagos. Nota-se também que os metalúrgicos detêm 9,1% dos empregos com carteira de tra­balho assinada, mas respondem por 17,6% do montante pago aos trabalhadores.

IMPACTO TOTAL

O pagamento do 13º salá­rio aos trabalhadores com car­teira assinada e aos bene­fi­ciários da Previdência Social deve injetar R$ 3,45 bilhões na economia do ABC até o final deste ano. O abono natalino será concedido a 1,222 milhão de pessoas, que vão receber montante médio adicional de R$ 2.827, segundo estimativa feita pelo Diário Regional.

O montante total é 4,6% superior, em termos nominais, ao injetado no ABC no ano passado (R$ 3,3 bilhões). Descontada a inflação do período, houve aumento de 1,02%. O contingente que receberá o abono natalino neste ano no ABC cresceu 2,3%, com o acréscimo de 20 mil pessoas.

O pagamento do 13º salário destinará R$ 2,414 bi­lhões aos trabalhadores do ABC com carteira assinada. Será pago mais R$ 1,04 bilhão aos be­­ne­ficiários do Institu­to Na­cional do Seguro Social (INSS).

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*