Arte & Lazer, Música

Orquestra Sinfônica de São Paulo retoma apresentações presenciais

Osesp volta à Sala São Paulo após 215 dias com público reduzido. Foto: Tuca Vieira/Governo de São Paulo
Osesp volta à Sala São Paulo após 215 dias com público reduzido. Foto: Tuca Vieira/Governo de São Paulo

A Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo (Osesp) retomou nesta quinta-feira (15), na Sala São Paulo, as apresentações presenciais de sua temporada 2020. O grupo não se apresentava com a presença de público desde 14 de março, quando as atividades presenciais foram suspensas por conta da pandemia de covid-19.

Devido à remarcação dos concertos, a programação precisou ser ajustada e as apresentações da temporada 2020 se entenderão até o início de 2021. A lotação máxima da Sala São Paulo, a casa da Osesp, foi reduzida de 1.470 para 480 lugares.

Nas apresentações, casais ou famílias poderão sentar-se juntos (no limite de até 6 pessoas). As demais pessoas terão de manter a distância de duas cadeiras. As fileiras serão ocupadas de forma intercalada, e a escolha dos assentos será feita por ordem de chegada. Em todas as sessões, para evitar trânsito excessivo dentro da sala, a ocupação será feita apenas no piso térreo e, complementarmente, no piso mezanino.

Na sessão desta quinta, o destaque ficou para a apresentação da Sinfonia número 1 do compositor alemão Johannes Brahms, peça que será regida pelo maestro Alexander Liebreich.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*