Minha Cidade, São Bernardo do Campo, Sua região

Orlando Morando estuda novo modelo de compra de uniformes

Morando descerrou placa da escola, que foi incluída em programa de educação integral. Foto: Eberly LaurindoO prefeito de São Bernardo, Orlando Morando (PSDB), estuda nova modalidade de aquisição dos kits de uniformes escolares. Este ano, os cerca de 87 mil alunos da rede não receberão os uniformes, porque segundo a atual gestão, a administração passada não deixou nada encaminhado. “Os uniformes que as crianças usam hoje foram entregues no segundo semestre de 2016, então, ainda servem. Este ano, vamos comprar apenas para os alunos novos, que estão entrando na rede”, afirmou Morando, durante evento de descerramento de placa da escola em tempo integral EMEB Profª Sylvia Marilena F. Zanette, no bairro Jordanópolis, na tarde de ontem (2).

“Para o ano que vem, estamos estudando se os pais é quem vão fazer a compra, com recurso da prefeitura, ou se vamos adotar um novo modelo. Porém, vamos garantir que os uniformes estejam disponíveis desde o primeiro dia de aula”, destacou. Morando não quis dar detalhes do novo sistema, mas revelou que uma proposta já foi apresentada ao Tribunal de Contas do Estado (TCE), que tem visto com bons olhos a mudança. “Estamos definindo e não posso entrar em detalhes, mas certamente será um sistema mais eficiente, e talvez até mais econômico”, pontuou.

Tempo integral

A EMEB Profª Sylvia Marilena F. Zanette é uma das cinco escolas da rede que contam, desde o início do ano, com aulas em tempo integral. Na unidade, são 221 alunos, dos 6 aos 10 anos, que entram às 8 horas da manhã e saem às 17 horas. Além das matérias que fazem parte do currículo base, as turmas têm aulas de informática, robótica, artes, educação física, jogos de tabuleiros, entre outras atividades.

O objetivo da administração é que até o final do ano outras cinco escolas estejam neste modelo, totalizando dez equipamentos dentro do programa Educar Mais. Foram contratados mais 30 professores para atender às mudanças na grade de aulas e adotado quatro refeições por dia. Nas escolas que ainda contam com aulas em meio período, a prefeitura quer implantar três refeições diárias, e o processo será gradual, na medida em que os atuais contratos com as empresas que fornecem os alimentos forem vencendo.

“No primeiro semestre vamos ter essa definição. Estamos definindo com tribunal de contas, já levei a proposta ao antigo presidente e ao atual e preciso aguardar a definição deles, porque se não a gente cria expectativas, especulações. É um modelo mais eficiente, com certeza, e talvez também mais econômico. Não posso revelar mais nada, porque pode prejudicar o andamento do processo no tribunal”, finalizou Morando. Os kits de materiais escolares devem ser entregues em 40 dias.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*