Esportes, Futebol, Libertadores

Obcecado pelo título da Libertadores, Palmeiras estreia na Argentina

Jogadores do Palmeiras fazem reconhecimento do Monumental José Fierro, em Tucumán. Foto:  Fabio Menotti/Agência Palmeiras/DivulgaçãoDesde a última vez que chegou à final da Copa Libertadores, em 2000, o Palmeiras acumulou fracassos na competição continental. Nas seis vezes que disputou o torneio nos últimos 16 anos, o máximo que conseguiu foi uma semifinal, em 2001. No ano passado, teve a pior classificação, caindo ainda na fase de grupos.

Diante do histórico recente desolador, a Libertadores se tornou uma espécie de obsessão para os torcedores, que até a transformaram em trechos de músicas cantadas no estádio.

Para evitar uma nova decepção, o clube investiu pesado neste ano. Só nas contratações dos estrangeiros Miguel Borja e Alejandro Guerra, foram desembolsados aproximadamente de R$ 43 milhões.

Hoje (8), a equipe coloca à prova, diante do Atlético Tucumán, às 21h45, na Argentina, o esforço da diretoria em sua estreia na competição sul-americana.

O time é líder do Grupo C do Campeonato Paulista com 15 pontos ganhos dos 21 disputados, mas o Estadual foi uma espécie de laboratório para o técnico Eduardo Baptista, que alternou altos e baixos neste começo de trabalho à frente da equipe alviverde.

Sem a badalação de River Plate ou Boca Juniors, clubes de maior torcida na Argentina, o time de San Miguel de Tucumán – situado a 1.245 km de Buenos Aires – foi fundado em 1902 e pela primeira vez participa da Libertadores.

Embora seja tradicional, o Tucumán disputou apenas duas vezes a primeira divisão do Argentino. O último acesso ocorreu em 2015. Pouco mais dez anos antes, estava na terceira divisão nacional.

Com a quinta colocação no nacional de 2016, o Tucumán garantiu a vaga na Libertadores deste ano graças à mudança no formato do torneio, que concedeu uma vaga a mais ao país.

A participação, contudo, chegou a estar ameaçada. O Independiente, maior campeão da Libertadores, terminou na sexta posição, mas alegou que deveria haver uma partida desempate contra o Tucumán. Porém, a Associação de Futebol Argentino (AFA) negou o pedido.

Mais brasileiros

Atlético-MG e Flamengo são os outros brasileiros que também entram em campo hoje para enfrentar clubes argentinos.
O Galo vai a Mendonza para duelo com o Godoy Cruz, às 19h30. Os cariocas, por sua vez, encaram o San Lorenzo no Maracanã, às 21h45.

O jogo marcará a reabertura do estádio, que ainda não recebeu jogos este ano devido a impasse entre os administradores.

 

ATLÉTICO TUCUMÁN X PALMEIRAS

Árbitro: Mario Díaz de Vivar (PAR). Estádio: Monumental José Fierro, em San Miguel de Tucúman (ARG), às 21h45 (TV Globo e Sportv).

ATLÉTICO TUCUMÁN

Lucchetti; Di Plácido, Bianchi, Canuto e Fernando Evangelista; Aliendro, Acosta, Leyes e Barbona; Menéndez e Zampedri. Técnico: Pablo Lavallén.

PALMEIRAS

Fernando Prass; Jean, Edu Dracena, Vitor Hugo e Egídio; Felipe Melo e Zé Roberto; Keno, Dudu e Michel Bastos; Borja. Técnico: Eduardo Baptista.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*