Arte & Lazer, Cinema

‘O Contador’ tenta ser o ‘Jason Bourne’ de Affleck

Foto: Divulgação

Um sujeito, aparentemente normal e com uma vida supostamente tediosa, esconde segredos que envolvem outros países e pode matar uma tropa com as próprias mãos. Esse é o cenário de algum filme de Jason Bourne, mas troque Matt Damon pelo melhor amigo, Ben Affleck, e você terá “O Contador”.

Como o título entrega, o herói (ou anti-herói), na superfície, é um simples contador chamado Christian Wolff. Por baixo de um cotidiano pouco charmoso, Wolff não apenas é especialista em esconder fortunas sujas em paraísos fiscais mas também um exímio lutador e atirador.

“Nunca vi ninguém assim”, disse o diretor Gavin O’Connor (“Guerreiro”). “Fui capturado por sua originalidade e o conceito é diferente de tudo que já vi.” O’Connor refere-se à outra condição do personagem de Affleck: ele é portador da Síndrome de Asperger, uma forma de autismo associada a habilidades especiais -no caso de Affleck, a matemática.

O’Connor já vê essa mistura de ação e humor negro de US$ 44 milhões como uma franquia.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*