Editorias, Notícias, Veículos

Novo versão do Troller traz transmissão automática

DANIEL DIAS
Da Agência AutoMotrix

Novo versão do Troller traz transmissão automática
Versão com câmbio automático foi apresentada pela primeira vez durante o Salão do Automóvel e era muito aguardada pelos fãs da marca. Foto: Divulgação

Os fiéis aficionados da Trol­ler têm mais um objeto de devoção. A marca cearense anunciou o lançamento do TX4, nova versão da linha de utilitários esportivos equipada com transmissão automática e estilo exclusivo, com previsão de chegada às concessionárias em dezembro e preço ainda não definido – espera-se algo em torno de R$ 165 mil.

Relativamente jovem no ce­nário automotivo nacional, a Troller foi fundada em 1995 e incorporada pela Ford em 2007. Porém, a empresa de Horizonte (CE) manteve a sede no Estado nordestino com as mesmas ca­racterísticas quase artesanais na produção do off-road 100% nacional. A entrada da Ford no negócio agregou ao jipe novos recursos de ma­nufatura e o compartilhamento de componentes com a cadeia de produção da montadora norte-americana.

Com a montagem de apenas nove unidades por dia, irrisória em comparação à capacidade das tradicionais montadoras com fábricas no Brasil, a marca cearense não prioriza a quantida­de, mas a manutenção da quali­­da­de da produção e seu lugar ao sol duramente conquistado.

O TX4 foi exibido inicialmen­te como carro-conceito no Salão do Automóvel de São Paulo do ano passado, quando atraiu a atenção do público tanto pelo visual diferenciado quanto por ser o primeiro da linha a contar com transmissão automática, item muito aguardado pelos fãs da marca. O nome é uma abreviação de “Troller Extreme 4”, remetendo às caracte­rísticas to­do-terreno avançadas do SUV.

A carroceria em duas co­res é um dos elementos que compõem a personalidade ar­rojada do TX4. Traz várias pe­ças na tonalidade Azul Naval (grade dianteira, capô, teto, tampa traseira, para-choque, estribos e snorkel), sempre combinada com uma das três opções de cor: Marrom Trancoso, Verde Maragogi ou Prata Geada.

Na parte mecânica, a versão introduz o di­ferencial trasei­ro blocante com acionamento elétrico, aumen­tando o desempenho em pisos irregulares e transmitindo torque contínuo às rodas mes­mo que uma delas perca a ade­rência, de modo a garantir máxi­ma tração.

No pacote de acessórios, o TX4 inclui itens como para-choque dianteiro de aço e faróis auxiliares de LED. O interior possui acabamento personali­zado e novos itens de conforto. Mais detalhes serão divulgados na apresentação oficial, prevista para o final deste mês.

“O TX4 dá sequência à am­pliação da linha, com novidades que diversificam as possibilidades de uso do veículo sem abrir mão da essência off-road. Foi desenvolvido em sin­tonia com os desejos dos clientes da marca, que são apaixonados por aventura e valorizam a persona­lização, a robustez e a capaci­dade de ir mais longe”, diz Demétrio Fleck, gerente de Marketing, Vendas e Serviços da Troller.

O TX4 mantém o motor 3.2 Duratorq turbodiesel do T4 (herdado da Ford Ranger) com 200 cv de potência a 3 mil rpm e torque de 47,9 kgfm entre 1.750 a 2.500 giros, acrescentando a transmissão automática de seis velocidades e o diferencial traseiro autoblocante (LRD).

Como a Troller não de­clarou os números de desempenho e consumo do novo mo­delo, resta o comportamento do T4 como base. Com câmbio manual de seis marchas, o carro acelera de zero a 100 km/h em 12,3 segundos e pode chegar a 180 km/h. Na versão “comum”, o consumo declarado é de 9,8 km/l na cidade e de 12,3 km/l na estrada. A tração integral pode ser acionada com o veículo até 120 km/h.

No interior do TX4, a marca revelou que o console central foi redesenhado para receber a alavanca da transmissão automática, os bancos têm costura vermelha, o logotipo TX4 está nos encostos dos assentos e as saídas de ar ganha­ram molduras na cor cobre.

1 comentário

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*