Brasileirão, Esportes

Nove clubes da Série A acionam STJD por escalação irregular de atleta do Sport

Nove clubes da Série A acionam o STJD por escalação irregular de jogador do Sport
Pedro Henrique foi contratado junto ao Internacional. Foto: Anderson Stevens/CDR

Nove clubes da Série A do Campeonato Brasileiro ingressaram no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) com uma Notícia de Infração contra o Sport por suposta escalação irregular do zagueiro Pedro Henrique. O pedido é assinado por América-MG, Atlético-GO, Bahia, Ceará, Chapecoense, Cuiabá, Grêmio, Juventude e Santos e foi encaminhado à Procuradoria de Justiça Desportiva neste sábado (9).

Contratado junto ao Internacional, Pedro Henrique já havia feito cinco jogos pela equipe gaúcha no Brasileirão e esteve nove vezes no banco de reservas do Colorado. Porém, em duas dessas oportunidades, tomou cartão amarelo, o que caracteriza presença no jogo e, por isso, não poderia atuar por outro clube da Série A, já que um atleta pode fazer até seis jogos oficiais por uma equipe antes de se transferir.

O Sport pode ser punido com a perda de três pontos e mais a pontuação obtida nas partidas em que Pedro Henrique foi a campo com a camisa rubro-negra, de acordo com o artigo 214 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD). Os advogados do clube trabalham para evitar a penalização no campeonato.

O potencial equívoco cometido pelo departamento de futebol do Sport na escalação do atleta não foi o único do clube neste Brasileiro. A direção perdeu o prazo de inscrição de quatro reforços – o goleiro Saulo, o lateral-direito Jeferson, o volante Nicolás Aguirre e o atacante Vander Vieira. Os episódios culminaram na destituição do vice-presidente Nelo Campos e dos diretores Augusto Moreira, Gabriel Campos, Guilherme Falcão e Rocine Millet.

Tentando se recuperar no Brasileirão, o Sport recebe o Corinthians neste sábado, às 16h30, na Arena Pernambuco, no Recife. O rubro-negro é o vice-lanterna com 23 pontos. Faltando 13 rodadas para o encerramento da competição, uma punição poderia decretar a queda do time para a Série B de 2022.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*