Esportes, Futebol

Nova vaga na Libertadores motiva Corinthians no Rio

Marquinhos Gabriel: “precisamos vencer de qualquer maneirra”. Foto: Daniel Augusto Jr./Agência Corinthians

O martelo ainda não está batido, mas a chance cada vez mais real de o Campeonato Brasileiro ter um G-5 na disputa por vaga na Copa Libertadores de 2017 aumentou a motivação do Corinthians para o duelo contra o Botafogo hoje (1º), às 16h30, no Rio.

Se a sequência de resultados ruins havia afastado o Corinthians da briga por uma vaga no torneio continental, a ampliação da zona de classificação deixou a equipe viva novamente nessa disputa.

“O jogo ganha (importância maior) porque abriu a possibilidade de uma quinta vaga para a Copa Libertadores. O campeonato fica muito mais acirrado, e a gente precisa vencer de qualquer maneira para buscar a vaga na Libertadores”, comentou Marquinhos Gabriel.

O Corinthians inicia esta rodada na sétima colocação, com 41 pontos, apenas dois a menos do que o Fluminense, o quinto. O desafio para alcançar o Tricolor carioca, porém, é dar fim a um incômodo jejum de dois meses sem vitórias fora de casa.

“A gente sempre tenta fazer o melhor, em casa ou fora. Porém, às vezes, a outra equipe é muito forte em casa, assim como a gente é aqui. Vamos tentar fazer um bom jogo para sair com a vitória”, disse o camisa 31.

Não bastasse do desempenho ruim longe de casa, o técnico Fábio Carille ainda terá de lidar com dois desfalques importantes: Rodriguinho e Giovanni Augusto.

Até mesmo o Botafogo, décimo colocado, com 38 pontos, está sonhando com a chance de se classificar para o torneio continental caso o G-5 seja confirmado pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF) após uma reunião que a Conmebol fará amanhã (2).

“O torcedor tem o direito de sonhar, todo clube grande quer almejar (uma vaga na Libertadores). Não pensamos pequeno”, afirmou o comandante botafoguense, Jair Ventura.

Reforços

Mesmo anunciando que não vai fazer loucuras para reforçar o elenco para a próxima temporada, o Corinthians pretende trazer, pelo menos, duas contratações de peso. A prioridade é buscar nomes para o ataque. E o boliviano Marcelo Moreno é o bola da vez no alvinegro.

O contrato do ex-cruzeirense de 29 anos que atua no futebol chinês se encerra no fim do ano, o que facilita a vida do Corinthians. Por outro lado, o salário do jogador é um problema. Na China, Marcelo Moreno recebe mais de R$ 1 milhão livre de impostos.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*