Minha Cidade, Regional, Sua região

Nova rodada do auxílio emergencial deve ter impacto de R$ 470 milhões no ABC

Nova rodada do auxílio emergencial deve ter impacto de R$ 470 mi no ABCA nova rodada do auxílio emergencial, que começa a ser paga no próximo dia 6, deve beneficiar 470 mil traba­lha­­do­res informais, desem­pre­ga­­­­dos, microempreendedo­res in­di­­vi­­­­du­ais (MEIs) e benefi­ci­á­­rios do Bolsa Fa­­mí­lia prejudi­cados pe­­la pande­mia de covid-19 no ABC, com transferências to­tais de R$ 470 milhões, o equi­valente a 15,7% do valor con­cedido no ano passado.

A nova estimativa feita pelo Diá­­rio Regional considera que a extensão será paga somente a 67% dos vulneráveis bene­ficiados na primeira rodada, uma vez que o Ministério da Economia estabeleceu critérios mais rígidos para a concessão do auxílio, e só 45,6 milhões serão contemplados, contra 68 milhões no ano passado.

A projeção considera, ain­da, a redução no valor do benefício. Serão quatro parce­las mensais com valor-base de R$ 250 cada, exceto nos casos de famílias unipessoais, que receberão R$ 150; e de mães que são as únicas provedoras do lar, que terão direito a R$ 375. Diferentemente do que ocorreu na primeira rodada, cada família terá direito a um único auxílio.

Na primeira rodada, o au­xílio beneficiou 702 mil pes­soas nos sete municípios, com transfe­rên­cias to­tais de quase R$ 3 bi­­­lhões, segundo dados publi­ca­­dos pelo Por­tal da Transparência, da Con­tro­la­­­do­ria-Geral da União, e com­­pi­lados pela repor­ta­gem. Um a cada quatro moradores da região recebeu a ajuda federal.

O anúncio da liberação das novas parcelas foi feito nesta quarta (31) pelo presidente Jair Bolsona­ro, juntamente com ministro da Cidadania, João Roma, e dos presidentes da Caixa, Pedro Guimarães, e da Dataprev, Gustavo Canuto.

Segundo Roma, o benefício é um alento para o povo brasileiro. “O pagamento foi via­bilizado pela PEC Emergencial com R$ 44 bilhões que servirão para quatro parcelas direcionadas aos brasileiros vulneráveis que estão passando muita dificuldade. São recursos públicos, para os quais precisamos ter o maior zelo”, afirmou. “A preocupação do presidente Jair Bolsonaro é válida, precisamos estar perto da população que mais precisa. O auxílio emergencial é ferramenta para minimizar o sofrimento para conseguir superar essa pandemia”, destacou.

DEPÓSITOS

Pedro Guimarães, explicou que a partir do dia 6 o banco depositará o auxílio nas contas digitais – que todos os beneficiários já possuem – e depois será possibilitado o saque. “Teremos todo um calendário com todo o detalhamento, para minimizar aglomerações. Nossa expectativa é de que pelo menos metade das pessoas já paguem suas contas digitalmente. Vamos minimizar as filas de saques”, acrescentou.

O governo estima que 45,6 mi­lhões de trabalhadores serão alcançados pela nova rodada. Na nova etapa do benefício apenas poderá receber os valores quem já era beneficiário do programa em dezembro de 2020. Em decreto editado na semana passada, o gover­no reforçou a proibição à realização de novos pedidos do benefício por quem estava empregado até julho de 2020, quando o cadastro foi encerrado, mas foi demitido depois disso, sem conseguir recolocação.

um comentário

  1. No meu dataprev consta o valor de 470 reais é verdade?

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*