Arte & Lazer, Música

Casa da Música de Diadema entra em nova fase

Casa da Música de Diadema entra em nova fase
Centenas de pessoas prestigiaram a reabertura da Casa da Música. Foto: Thiago Benedetti/PMD

Com apresentações de música, dança e homenagens aos envolvidos no projeto,  foi entregue na última semana a reforma e ampliação da Nova Casa da Música de Diadema. As homenagens se estenderam aos muti-intrumentistas Hermeto Pascoal, Arismar do Espírito Santo e Thiago Espírito Santo que também estiveram no evento que marca a nova fase da escola mantida pela Prefeitura de Diadema.

Artistas da cidade realizaram performances, entre eles o guitarrista e compositor Dney Bitencourt, a Companhia de Danças de Diadema e artistas do Circo Escola. A big band Lira Jazz de Diadema apresentou repertório de músicas brasileiras.

Os moradores da cidade também prestigiaram a solenidade e muitos alunos foram ver de perto a escola que passa a ter mais três salas de aula (agora são sete) e um auditório. As reformas envolveram revisões na parte elétrica, hidráulica e telhado, troca de janelas e portas e o prédio ganhou pintura geral. A Casa ganhou letreiros na fachada, novo paisagismo, e o palco externo também foi recuperado para receber apresentações de artistas convidados e alunos.

“Estamos entregando hoje a reforma e ampliação da Casa Musica. São mais 1.000 vagas na linguagem, sete novos cursos e novos instrumentos. Todos os cursos são gratuitos. A música e a cultura mudam a vida das pessoas. Por isso, é importante manter a Casa viva e aberta à população”, ressaltou o prefeito Lauro Michels.

Equipamentos e cursos novos

A ampla manutenção da Casa trouxe modernização e compra de novos equipamentos. Para substituir instrumentos defasados e até quebrados, e em razão da ampliação de vagas, foram adquiridos violinos, baterias eletrônicas e acústicas, violas, guitarras, violoncelos, contrabaixos, teclados, amplificadores e fones de ouvido. “Com esse lote de equipamentos vamos atender melhor os alunos e oferecer um ensino de qualidade”, disse o secretário de Cultura, Eduardo Minas.

Na parte da formação, em 2017, a Casa trabalhava com 15 cursos na sua grade. Em 2018, com a ampliação de vagas e para atender demanda, foram criados sete novas graduações –  viola de orquestra, violoncelo, contrabaixo acústico de orquestra, canto lírico, canto popular, teclado e musicalização infantil – totalizando 22 cursos. As formações  anteriores são bateria, cavaquinho, clarinete, contrabaixo elétrico,  flauta transversal, guitarra, percussão popular, piano erudito (clássico), piano popular, saxofone, trombone, trompete, violão erudito (clássico), violão popular e violino.

“Além dos cursos, vamos trazer ações complementares de formação como wokshops,  master class (aula magna) e palestras, com participações de especialistas renomados”, revela o secretário Eduardo Minas.  Na parte da difusão a Casa vai trazer concertos, rodas de choro e música de câmara com grupos artísticos locais e convidados.

A reformulação da Nova Casa da Música trará mais oportunidade para quem quiser se aprofundar na linguagem musical. Agora, todos os alunos que forem aprovados nas oficinas de música ministradas nos centros culturais terão vagas garantidas na escola.  Todas as formações são gratuitas e podem estudar na instituição pessoas acima de 5 anos de idade. Os cursos tem duração média de 4 anos.

Inaugurada em dezembro de 1997, a Casa da Música é um dos  mais  importantes centros de formação musical do ABCD. Ela está localizada na região central de Diadema, à Avenida Alda, 255.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*