Editorias, Notícias, Política

‘Não temos pressa’, diz Bolsonaro sobre indicação do filho

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta sexta-feira (26), “não ter pressa” para confirmar a indicação do filho, o deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), para a Embaixada do Brasil em Washington, nos Estados Unidos. O ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, confirmou que o “agrément”, pedido diplomático para que Eduardo seja nomeado embaixador, já foi enviado ao go­verno americano. O chanceler demonstrou convicção de que a nomeação será aceita.

“Acho que foi mandado ontem (quinta) o ‘agrément’, se não me engano. Não tenho certeza. Acertei com o Ernesto (Araújo), se não foi ontem, foi hoje (sexta). A gente não está com pressa”, disse Bolsonaro.

O “agrément” é uma maneira de consultar o país onde o futuro embaixador irá servir sobre eventuais restrições ao seu nome. Na prática, são analisados requisitos objetivos como a nacionalidade do indicado. A praxe diplomática prevê ainda que o anúncio do nome indicado aconteça só depois do sinal verde do país ao pedido de “agrément”, para evitar constrangimentos em caso de recusa do indicado.

RITO

A perspectiva do governo brasileiro é de que os Estados Unidos respondam dentro de “alguns dias”, de acordo com fontes ouvidas pela reportagem. No caso de Eduardo, contudo, Bolsonaro quebrou o rito tradicional e anunciou a intenção de nomear o filho como embaixador antes de enviar a consulta ao governo americano.
Integrantes do governo consideram que Eduardo tem a chancela “informal” do governo americano, por ter participado das reuniões do pai com o presidente Donald Trump.

Eduardo ainda precisa passar por uma sabatina da Comissão de Relações Exteriores do Senado e ter seu nome aprovado em votação secreta no colegiado e no plenário da Casa.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*