Editorias, Notícias, Política

‘Não podemos abrir mão’ da prerrogativa do impeachment, diz Baleia Rossi

Candidato à presidência da Câmara dos Deputados, com apoio de 11 partidos, Baleia Rossi (MDB-SP) disse que eventual novo pedido de impeachment do presidente Jair ro será tratado “com muita clareza e objetividade” e dentro do que manda a Constituição. “É prerrogativa do Parlamento, e nós não podemos abrir mão de nenhuma prerrogativa”, declarou nesta segunda-feira (11), em Florianópolis (SC).

A afirmação ocorre após cobrança da cúpula do PT, que questionou declarações do deputado sobre o assunto. No domingo, a presidente do PT, deputada federal Gleisi Hoffmann (PT), tornou público que um dos itens do acordo para ter o apoio do partido de esquerda é a de “analisar denúncias de crimes do presidente”.

Baleia Rossi disse que sua candidatura quer garantir uma Câmara que respeite as diferentes opiniões. “A minha candidatura não é de oposição, mas sim uma candidatura que defende a independência da Câmara. A sociedade espera mais liberdades. Respeitamos as instituições e respeitamos a ciência”, afirmou.

Correligionários do partido disseram que o discurso “apaziguador”, longe de polêmicas, pode favorecer Baleia Rossi. O maior desafio será conseguir o consenso entre outros dez partidos que o apoiam na disputa: DEM, PT, PSL; PSB, PDT, PCdoB; PSDB, PV, Cidadania e Rede. Se fosse garantida a fidelidade dos parlamentares aos partidos, Baleia teria 281 votos, dos 256 votos necessários para a vitória.

“O bloco tem várias ideologias, o fato da presença de Baleia ser simbolizada pela Câmara livre atende os anseios da sociedade e dos partidos”, afirmou Carlos Chiodini (MDB-SC).

Baleia Rossi viajou a Santa Catarina acompanhado do depu­tado federal Júnior Bozzella, presidente do PSL em São Paulo e que representa apoio da ala ligada a Luciano Bivar, presidente nacional do partido. Mesmo assim, em Santa Catarina, dos 16 deputados da bancada federal, apenas quatro compareceram ao encontro. Além dos três emedebistas Carlos Chiodini, Peninha e Celso Maldaner, apenas Carmen Zanotto (Cidadania) compareceu ao encontro.
Puxados pela deputada Caro­line De Toni, três dos qua­tro representantes da sigla no Estado vão apoiar Arthur Lira (PP-AL), candidato apoiado pelo presidente Bolsonaro.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*