Copa Paulista, Esportes

Nairo Ferreira: ‘São Caetano não é bicho-papão’

São Caetano, de Carlão, venceu o Juventus no domingo. Foto: Alê Viana/JuventusAusente do Campeonato Brasileiro desde 2015, o São Caetano tenta retornar ao calendário nacional e, para isso, aposta no título da Copa Paulista. Classificado à segunda fase como campeão do Grupo 3, o time terá pela frente Desportivo Brasil, Mirassol e Santos na sequência.

“É uma nova etapa, outra competição. Esperamos fazer um bom campeonato para estar entre os dois primeiros de nosso grupo. Se essas equipes se classificaram é porque têm qualidade. Temos o Santos e o Mirassol, times de tradição, além do Desportivo Brasil, que vem crescendo”, analisou o presidente do São Caetano, Nairo Ferreira, após conselho técnico realizado ontem (18) na sede da Federação Paulista de Futebol (FPF).

O Azulão estreia no domingo, às 10h, contra o Santos, na Baixada. A primeira partida como mandante do São Caetano na segunda fase ocorre no dia 27, uma quarta-feira, contra o Mirassol, no Anacleto Campanella.

Nairo não vê o São Caetano favorito por ter conquistado o Estadual da A2 no primeiro semestre. O mandatário entende que os adversários jogam diferente contra o Azulão.

“Um título de campeão é diferente. Todo mundo quer bater no São Caetano. Não somos bichos-papões, temos um time comum. No ano passado ponteamos (a Copa Paulista) do começo ao fim, mas fomos eliminados nos pênaltis. Futebol é momento: perdeu, está fora. Está tudo nivelado”, disse Nairo.
O time confirmou a vaga ao vencer o Juventus por 2 a 1, no último domingo.

Água Santa

Outro representante do ABC na Copa Paulista, o Água Santa também conheceu, ontem (18), a tabela da segunda fase. O Netuno encerrou o Grupo 3 na terceira posição e, agora, terá Ferroviária, Inter de Limeira e Taboão da Serra como adversários. O primeiro jogo, contra o time de Araraquara, está marcado para o próximo sábado, no Inamar.

A vaga na Série D do Campeonato Brasileiro – que será concedida ao campeão da Copa Paulista – também está nos planos do clube de Diadema para a próxima temporada. “O objetivo principal sempre foi a Série D. Queremos colocar o Água Santa em um cenário diferente”, disse o técnico do Netuno, Jorginho.
Para o treinador, a visibilidade do torneio aliada à oportunidade dada a atletas de qualidade que não se encaixam em competições nacionais fazem da Copa Paulista um torneio cada vez mais importante para os clubes do Estado.

“Na última temporada, as vagas na Série D e na Copa do Brasil (concedida ao vice-campeão) e a possibilidade do titulo trouxeram grandes públicos a grandes emissoras para a transmissão do evento. Isso mostra como jogadores que não conseguem vagas no Brasileiro podem mostrar seu talento”, ressaltou.
A segunda fase é disputada por 12 times divididos em três grupos. Os dois primeiros de cada chave e os dois melhores terceiros avançam as quartas de final.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*