Esportes, Paulistão

Multidão vê treino do Corinthians em Itaquera

Multidão vê treino do Corinthians em Itaquera
Elenco do Corinthians agradece a presença dos torcedores no Itaquerão. Foto: Marco Galvão/Fotoarena/Folhapress

O Corinthians foi recebido com festa por sua torcida para o treino aberto antes da final do Campeonato Paulista, contra o Palmeiras. Cercado por uma multidão na avenida que dá acesso à Arena Corinthians, o ônibus al­vinegro chegou ao estádio no início da noite de ontem (6). Segundo o clube, 37 mil pessoas assistiram às atividades.

Depois de alguns minutos dentro do ônibus, os jogadores passaram no meio dos torcedores em fila puxada por Emerson Sheik, mas a euforia maior parece ter sido reservada a Rodriguinho, Jadson e Balbuena.

Uma vez dentro do estádio, o elenco corintiano presenciou uma queima de fogos que durou pelo menos cinco minutos, em festa concentrada principalmente atrás do gol. Os torcedores também acenderam sinalizadores e mostraram dezenas de bandeiras – ambos são proibidos em jogos.

Posteriormente, o técnico Fabio Carille deu início a um rachão com 16 jogadores de cada lado. Os torcedores, então, entre palavras de incentivo, gritaram o nome de pelo menos 15 atletas.

No final, depois de os jogadores terem ido para os vestiários, milhares de pessoas invadiram o gramado, mesmo com o apelo contrário do locutor do estádio. Nem mesmo nesse momento houve confusão.

A final do Paulista ocorre amanhã, às 16h, no Allianz Parque. O primeiro jogo terminou com vitória do Palmeiras por 1 a 0, no último sábado.

 

Fábio Carille deve utilizar Jadson, mas não garante o meia para os 90 minutos

O Corinthians provavelmente terá grande reforço para a grande final do Paulistão contra o Palmeiras, amanhã (8). Recuperado de lesão, Jadson deve ser uma das mudanças promovidas por Fábio Carille na equipe que perdeu por 1 a 0 no jogo da ida. Em entrevista coletiva antes do treino aberto na Arena Corinthians, o técnico afirmou que conta com o meia, mas não o garantiu preparado para os 90 minutos da partida.

“Rodriguinho, sim, (jogará) sem problema nenhum. Quanto ao Jadson não sei se aguenta o tempo todo. O jogo vai mostrar isso. O daqui, na nossa Arena, foi muito parado. O jogo vai mostrar, mas a qualidade técnica vai prevalecer. Se a gente tiver o Jadson por 60, 70 minutos, já vai ajudar bastante”, afirmou o técnico.

Mesmo em desvantagem, o técnico crê que o entrosamento faz com que o Corinthians ainda tenha chances de título. “Mais de 60% do grupo está chegando na segunda final seguida.”

 

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*