Esportes, Futebol

Morumbi faz 56 anos, e S.Paulo tenta parar o Flamengo

Chavez é uma das esperanças do Tricolor no Morumbi. Foto: Arquivo

Foi em 2 de outubro de 1960, em uma partida contra o Sporting-POR – vencida pelo São Paulo com o gol de Peixinho, o primeiro da história – que o Morumbi foi inaugurado.

Após quase 56 anos, o São Paulo recebe o Flamengo hoje (1º), às 16h, pelo Brasileiro, em duelo que tinha tudo para ser festivo, mas ganhou tom dramático, já que os tricolores estão quatro pontos acima da zona de rebaixamento.

A equipe do Morumbi ocupa a 12º posição, com 34 pontos. O Cruzeiro, 17º colocado e primeiro no Z4, soma 30.

Na última parcial divulgada pelo clube, 15 mil ingressos haviam sido vendidos de forma antecipada.

Ricardo Gomes vê o duelo como boa chance de somar pontos e presentear a torcida na data histórica.

Uma das principais apostas do comandante tricolor está no atacante Chavez, autor de seis gols em 13 jogos pelo clube. O argentino está há quatro partidas em branco e tenta encerrar o jejum.

Do outro lado, os paulistas terão um empolgado Flamengo, disposto a complicar ainda mais o adversário na briga contra o rebaixamento.

O rubro-negro é o melhor time do segundo turno e, em caso de vitória, vai assumir provisoriamente a liderança do Brasileiro, botando pressão no Palmeiras, atual líder, que só vai jogar na segunda-feira. Por outro lado, se os são-paulinos vencerem, ajudarão o rival alviverde, que soma 54 pontos e está um acima da equipe carioca na tabela.

Confirmar a vitória, no entanto, não será tarefa fácil para o Flamengo, que não vence um dos quatro grandes de São Paulo na Capital paulista, pelo Brasileiro, desde 2011.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*