Minha Cidade, Regional, Sua região

Mortes no trânsito sobem 21,5% nos primeiros 5 meses do ano no ABC

O ABC registrou alta de 21,5% no número de mortes no trânsito nos primeiros cinco meses deste ano em comparação com o mesmo período de 2018. Segundo dados do Infosiga, sistema de dados que traz informações mensais sobre ocorrências fatais de trânsito, este ano ocorreram 96 mortes na região, contra 79 em 2018, pior resultado desde 2015, quando foram registrados 108 óbitos no ABC. No comparativo entre maio de 2018 e o mesmo mês de 2019 houve alta de 14,2% – 21 mortes, contra 24, respectivamente.

Diadema e São Bernardo tiveram diminuição no número de ocorrências no comparativo entre os cinco primeiros meses de 2018 e de 2019. Em Diadema a queda foi de 12,5% – caiu de 16 mortes para 14, respectivamente -, já em São Bernardo, a redução foi de 6,3%, de 32 óbitos para 30, na mesma base comparativa.

Usando a mesma comparação, Mauá teve aumento de 75%, subiu de oito para 14 mortes no trânsito; em Ribeirão Pires a alta foi de 12,5%, oito óbitos em 2018 e nove este ano; Santo André registrou 14 mortes no ano passado e neste 22, crescimento de 57,1%. São Caetano teve um óbito no trânsito nos cinco primeiros meses de 2018 e sete no mesmo período deste ano, alta de 600%.

“Notamos que o comportamento do motorista piorou nos últimos anos. A infração campeã cometida em Diadema é avançar no farol verme­lho. Ações de rua educativas continuam sendo realizadas”, afirmou o secretário de Transportes de Diadema, José Carlos Gonçalves.

“A redução dos indicadores reflete a importância das ações de segurança viária que realizamos em nossa cidade”, afirmou o prefeito Orlando Morando (PSDB).

NO ESTADO

Segundo dados do Infosiga, de janeiro a maio deste ano, 2.090 pessoas morreram no estado em acidentes de trânsito. No mesmo período de 2018 foram 2.093 mortes. O estado registrou 485 óbitos no trânsito em maio, o maior número do ano.

Nesta terça-feira, o go­vernador João Doria (PSDB) anunciou o programa “Respeito à Vida”. Parceria com o Detran-SP e convênio com 304 prefeituras vai destinar recursos de multas para intervenções de engenharia, como a implementação de lombofaixas, faixas de pedestres e ciclovias, além de melhorias na sinalização.

“O programa Respeito à Vida vai garantir à população, por meio de medidas preventivas e educativas, o direito de transitar por vias e rodovias paulistas com segurança. Com foco em educação e comunicação, o programa Via Escola, que será desenvolvido pela Secretaria de Educação e o Detran, vai levar para as escolas da nossa rede os conceitos de paz, tolerância, responsabilidade e orientação no trânsito, para que as crianças levem aos seus pais esses conhecimentos e multipliquem essas ações. Também vamos incentivar a realização de obras e pequenos ajustes em 100 pontos críticos de estradas administradas pelo DER, todos mapeados pelo Infosiga”, destacou Doria.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*