Brasil, Editorias, Notícias

Morre aos 78 anos o radialista José Paulo de Andrade

Morre aos 78 anos o radialista José Paulo de Andrade
José Paulo de Andrade morreu vítima de covid-19. Foto: José Luis da Conceição/Estadão Conteúdo

Jornalista, radialista e advogado, José Paulo de Andrade morreu ontem, aos 78 anos, vítima de covid-19. Estava internado no hospital Albert Einstein desde o dia 7. Há pelo menos dois anos, o radialista enfrentava um enfisema pulmonar.

Andrade trabalhava fazia 57 anos na Rádio Bandeirantes, emissora na qual comandava o programa O Pulo do Gato, uma das maiores audiências do rádio brasileiro. O programa, transmitido entre as 6h e 7h da manhã, estreou em 1973 e não saiu mais do ar.

O sucesso estava na forma irônica com que Zé Paulo comentava as notícias do dia: com uma voz firme, amplo conhecimento político-econômico, são-paulino fanático, tornou-se um dos maiores formadores de opinião do rádio.

O radialista foi sucessor de Vicente Leporace, morto em abril de 1978, no programa O Trabuco, e que também ganhou fama por comandar um programa matinal em que repetia bordões que caíram no agrado do público.

Paulistano, Zé Paulo co­meçou sua carreira profissional em 1960 como radioescuta (função de checador de notícias divulgadas pelos concorrentes) do plantão esportivo da Rádio América de São Paulo – o esporte era uma de suas paixões. Em 1963, ingressou na Rádio Bandeirantes para atuar como locutor esportivo e fez isso pelos 14 anos seguintes.

Um pouco antes, em 1962, iniciou o curso de Direito na Faculdade do Largo de São Francisco, da USP, mas o intenso trabalho na rádio obrigou-o a interromper. Voltou a estudar anos depois, formando-se naquela profissão em 1973, pela FMU.

APRESENTADOR

Depois da passagem pelo esporte, foi para o jornalismo, e atuou como apresentador e comentarista. Ao longo de sua trajetória no Grupo Bandeirantes, ele foi âncora de telejornais como Titulares da Notícia, Jornal de São Paulo, Rede Cidade, Band Cidade e Entrevista Coletiva.
Fez ainda outras aparições na televisão, principalmente atuando em debates políticos. Na mesma emissora, mostrou-se eclético ao interpretar Don Diego/Zorro em As Aventuras do Zorro, de 1969.

Por 35 anos, José Paulo de Andrade comandou, com Salomão Ésper e Joelmir Beting, o Jornal Gente. Com a morte de Joelmir, em novembro de 2012, o posto foi assumido por Rafael Colombo.

Em fevereiro de 2013, o radialista completou cinquenta anos na Rádio Bandeirantes e em 2 de abril do mesmo ano, O Pulo do Gato completou quarenta anos no ar.

O Grupo Bandeirantes lamentou a morte do apresentador. “José Paulo tinha um coração gigante e um caráter ímpar. Com 57 anos de Rádio Bandeirantes, José Paulo de Andrade deixará um legado indiscutível, um vazio enorme e muitas saudades”, disse, em nota

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*