Minha Cidade, São Bernardo do Campo, Sua região

Morando vistoria construção de nova alça no Km 20,7 da Anchieta

Morando vistoria construção de nova alça no Km 20,7 da Anchieta
Morando: “a conclusão da duplicação do Viaduto Tereza Delta impactará positivamente a Mobilidade Urbana de São Bernardo”. Foto: Ricardo Cassin/PMSBC

Parte integrante do Corredor Leste-Oeste, a duplicação do Viaduto Tereza Delta, localizada no Km 20,7, da Rodovia Anchieta, entrou em uma etapa importante: a construção da nova alça de acesso, que ligará a via – no sentido São Paulo à Avenida José Odorizzi e ao recém-inaugurado Viaduto Mamãe Clory (sobre a Avenida Robert Kennedy) e, futuramente fará a interligação com a Rodovia dos Imigrantes, quando o corredor for concluído. O prefeito de São Bernardo, Orlando Morando, vistoriou a obra na manhã desta quinta-feira (22), acompanhado do secretário de Transportes e Vias Públicas, Delson José Amador.

“A conclusão da duplicação do Viaduto Tereza Delta impactará positivamente a Mobilidade Urbana de São Bernardo. Esse complexo ganhou recentemente um novo trevo, que vai permitir quem vem do Litoral acessar a via no sentido bairro. Além disso, desafogará o outro viaduto que, normalmente, tem trânsito carregado durante o horário de pico. Isso ocorre porque os veículos trafegam pelos dois sentidos. Com a obra finalizada, o outro viaduto funcionará em um único sentido, já que ganharemos faixas extras com a duplicação”, afirmou o chefe do Executivo.

A construção da nova alça utilizou 250 m³ de concreto, transportados por 32 caminhões, com volume de ação de 50 mil quilos. Essa etapa finaliza o lado Centro da construção do viaduto, que já iniciou os trabalhos de instalação de aduela de disparo do balanço sucessivo – termo técnico utilizado para concretagem sem apoio – sobre a Rodovia Anchieta. Esse método de execução não interfere no tráfego da via.

Também foram iniciados os trabalhos de terraplenagem no lado do Litoral, onde serão lançadas as bases para o cimbramento – termo técnico para conjunto de estruturas provisórias em uma obra que auxiliam no escoramento de fôrmas para lajes, vigas e outros elementos de concreto armado. Para continuidade da construção, será contratado, em janeiro de 2019, o dobro de funcionários diretos. Até o momento, a obra conta com cerca de 120 trabalhadores. “No total, a cidade conta com 5.000 operários em diversas obras em andamento na cidade, entre Mobilidade Urbana, Habitação e reformas de escolas municipais”, complementou o prefeito Orlando Morando.

Reiniciado no segundo semestre de 2017, depois de ficar abandonada durante a gestão anterior, a duplicação do Viaduto Tereza Delta está dividida em três etapas, com conclusão prevista para o fim de 2019. A construção do novo viaduto, das alças de acesso e mais a proteção do oleoduto da Petrobras estão estimadas em R$ 127 milhões. As obras são financiadas com recursos da Caixa Econômica Federal (CEF) e da Corporação Andina de Fomento (CAF).

O conjunto de obras na área de Mobilidade Urbana prevê a implantação de sete corredores de ônibus. O Leste-Oeste é o maior deles, com 13 quilômetros. São quatro viadutos ao longo de sua extensão; o Viaduto Mamãe Clory, na esquina das Avenidas José Odorizzi e Robert Kennedy, já inaugurado em agosto; Viaduto Castelo Branco, aberto para o trânsito em outubro, sobre a Avenida Castelo Branco, na altura da Rua dos Flamingos, que ligará a Rodovia Imigrantes; na alça de acesso à Rodovia Anchieta, no Km 20,7 (duplicação do Viaduto Tereza Delta) e na Praça dos Bombeiros. O programa ainda prevê dois terminais: Grande Alvarenga, já inaugurado; e Batistini.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*