Política-ABC, São Bernardo do Campo, Sua região

Morando reforça que não haverá perseguição ao funcionalismo

Morando:“quem está no serviço público não pode ter partido” . Foto: Eberly LaurindoO prefeito de São Bernardo, Orlando Morando (PSDB), reforçou na noite de ontem (19), durante lançamento da campanha municipal contra a dengue, que não haverá perseguição política aos funcionários públicos.

“Quero agradecer a recepção dos funcionários públicos, em especial os de carreira. No século 21, quem está no serviço público não pode ter partido e lado, e quem ganha a eleição precisa saber ganhá-la”, disse. “Quem tem qualidade, quem está disposto a ajudar nossa cidade e vestir a camisa não é do Orlando nem do meu partido. Quem vestir a camisa da Saúde em prol da população não vai sofrer perseguição política no meu governo não”, completou.
“Agora, braço curto, preguiçoso e gente que não quer cumprir jornada de trabalho pode pegar a carteira que eu vou assinar (a demissão), pode ter certeza”, pontuou.

O prefeito citou exemplos em que, em suas palavras, deixou a rivalidade com o PT – partido que o antecedeu no governo – de lado, como os coletes vermelhos dos agentes de saúde.

“Não vou trocar o uniforme porque é da cor do meu adversário. Quando esse acabar, a gente compra outro, se tiver dinheiro, e vocês escolhem a cor. Governo não é revanchismo”, ressaltou.

O tucano citou, ainda, que não faz sentido os cortes e contingenciamentos adotados se a administração gastar dinheiro com itens desnecessários. “Encontramos 4,5 mil garrafas da campanha da gestão anterior contra a dengue que não foram distribuídas. Mandei colar adesivo com o logo da campanha que estamos lançando hoje (ontem) e vamos usar esse material. Dinheiro público não pode desperdiçar”, finalizou.

“Temos problemas em todos os lugares, muitas dificuldades financeiras, mas também temos recebido muito apoio. Se continuarmos com essa energia, com esse empenho que tenho visto nesses primeiros dias de governo, ao final de quatro anos teremos uma cidade recuperada, novinha em folha”, concluiu.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*