Política-ABC, São Bernardo do Campo, Sua região

Morando promete zerar fila de espera com dez novas creches

Morando e Lima, durante apresentação do programa de governo. Foto: Eberly Laurindo

O deputado estadual e candidato à Prefeitura de São Bernardo, Orlando Morando (PSDB), afirmou que, se eleito, vai zerar a fila de espera por vagas em creches, por meio da construção de 40 novas unidades – dez a cada ano. A promessa do tucano ocorreu na noite de ontem (13), durante evento de apresentação de seu plano de governo, na Associação Cultural Mizuho, bairro Cooperativa.

“Hoje temos 6 mil vagas de espera. É bastante, mas se a gente fizer 1,5 mil vagas por ano a gente zera esse déficit. Vamos fazer dez creches por ano. O prefeito que não fizer isso pode pegar o boné e ir embora, porque é muito ruim. Imediatamente vamos ampliar as parcerias com as creches conveniadas, que dão muito certo, com tudo isso sendo incorporado à nossa própria rede com o tempo”, afirmou na oportunidade. O candidato do PSDB também reiterou plano de oferecer creche aos sábados para crianças cujos pais comprovarem que trabalham durante o fim de semana.

Apresentada a público de cerca de mil pessoas, segundo a organização – incluindo candidatos a vereador pela coligação (PSDB, PHS, PSC, PRTB, PRP, PMB, PEN, SD e Rede) – a plataforma de governo do tucano começou a ser elaborada em junho passado, por meio da campanha “Nossa São Bernardo”, que coletou ideias e sugestões de munícipes através de formulários distribuídos nos bairros e de ferramentas digitais, como Whatsapp e Facebook.

“Não é uma peça de mar­keting, mas sim um documento que vai nortear o nosso governo, em cada uma de suas áreas. Isso foi feito por moradores, avalizado tecnicamente e assinado por mim e por meu vice-prefeito Marcelo Lima (SD). Com a participação popular, construímos o melhor plano de governo, porque foi feito por são-bernardenses para são-bernardenses. Nesse plano, não veio gente de Santos (SP) para tratar da Saúde, nem gente de Santo Antônio do Pinhal (SP) ou nenhum outro forasteiro de nenhum partido”, afirmou, em referência ao ex-secretário de Saúde Arthur Chioro e ao atual secretário de Administração, José Augusto Pereira, naturais de dos municípios paulistas citados.

Além de construção de creches, o plano de Morando inclui a concessão de incentivo fiscal para empresas que se instalarem no município, construção de parque tecnológico, implantação da Faculdade Municipal de Tecnologia, construção de seis Unidades Básicas de Saúde (UBS), introdução de escolas em tempo integral, entre outras propostas.

Comunicação 

O tucano garantiu ainda que dará continuidade ao canal de comunicação com moradores da cidade, por meio de transmissões semanais em redes sociais. “É um modelo que deu certo e que é uma porta para se ouvir a sociedade. Se conseguir também quero ter um programa de televisão semanal ao vivo permitindo que o morador ligue e fale, sem restrição”, disse. Na oportunidade, o candidato também ironizou o formato das plenárias do Orçamento Participativo (OP), sustentando que digitalizará o programa em eventual gestão.

“Vamos fazer as pessoas participarem sem gastar dinheiro público. Se eu quiser agradar minha mulher, faço isso em casa e não gastando dinheiro do povo”, afirmou. O OP é projeto ligado à secretaria de Orçamento e Planejamento Participado, atualmente comandada por Nilza Aparecida de Oliveira, esposa do prefeito Luiz Marinho (PT).

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*