Política-ABC, São Bernardo do Campo, Sua região

Morando lança pacote fiscal e projeta reduzir custos em R$ 150 mi

Morando assina decretos que visam contenção de despesas. Foto: Divulgação/PMSBC

O prefeito de São Bernardo, Orlando Morando (PSDB), lançou ontem (3) pacote de dez medidas de redução de custos com o qual pretende restabelecer o equilíbrio fiscal da prefeitura, abalado por dí­vidas deixadas por seu antecessor, Luiz Marinho (PT). Com os ajustes, o tucano projeta economizar R$ 150 milhões neste ano.

Na última segunda-feira, durante apresentação de balanço financeiro, Morando revelou a existência de restos a pagar deixados pelo governo de Marinho no valor total de R$ 143,4 milhões. Porém, o tucano informou que o montante – levantado em caráter preliminar – cresceu ontem para mais de R$ 200 milhões, com a descoberta de carta em que o Consórcio Centro Seco – responsável pela construção do piscinão do Paço – cobra o pagamento de R$ 64 milhões.

“Não faço isso (lançar medidas de austeridade) por prazer, mas para cumprir a legislação e garantir a continuidade dos serviços públicos essenciais e a folha de pagamento dos servidores”, disse Morando, reafirmando sua indignação com a situação fiscal da prefeitura. “Meu antecessor usou de profunda irresponsabilidade com as finanças da cidade, como se não houvesse outro dia.”

Entre as medidas – que serão implementadas por meio de decreto ou de ato administrativo – figuram a análise de todos os pagamentos pendentes relativos a serviços prestados em 2016; a convocação, pela Secretaria de Finanças, de fornecedores com pagamentos pendentes para renegociação e parcelamento dos valores; e a revisão de contratos vigentes. Com essas medidas, Morando espera economizar R$ 112 milhões.

“Nenhum pagamento das dívidas que herdamos será feito sem auditoria e sem que tenhamos a certeza de que o serviço foi executado. Além disso, vamos negociá-las de forma a obter parcelamento e desconto mínimo de 50%”, disse o prefeito.

O pacote contempla ainda a redução de 30% no número de cargos comissionados de livre provimento – atualmente há 600 postos com essas características na prefeitura, além de 400 ocupados por funcionários de carreira. A expectativa é de economia de R$ 20 milhões. O tucano também vai reduzir em 100% as horas extras a partir de 1° de fevereiro.

As demais medidas são a redução de 80% dos imóveis locados pela administração e a realocação em espaços públicos ociosos (R$ 2,7 milhões); a implementação do Programa Uso Racional da Sabesp para redução de despesas com o fornecimento de água (R$ 1,7 milhão); a suspensão das subvenções concedidas às escolas de samba (R$ 1,2 milhão) e a suspensão do contrato dos carros oficiais para prefeito, vice-prefeito e secretários municipais (R$ 2,5 milhões).

Segundo Morando, atualmente a prefeitura aluga 35 imóveis, mas parte deles não beneficia a administração – são usados por cartórios eleitorais, delegacias de polícia, entre outros. “Não vamos desalojar ninguém, mas vamos oferecer próprios públicos para que essas repartições sejam realocadas”, disse Morando, destacando que as locações custam R$ 3,3 milhões.

Sobre o fim da subvenção às escolas de samba, o tucano disse anunciar a medida “com muita tristeza”. “Nunca imaginei que, ao assumir a prefeitura, tivesse de tomar essa decisão. Porém, entre manter um hospital funcionando e pagar subvenção às escolas de samba, eu fico com a primeira opção”, argumentou.

Contingenciamento

Morando também anunciou a aplicação de redutor de 40% no orçamento de 2017, o que representa um corte de R$ 650 milhões na previsão de receitas. “Estamos ajustando à realidade o orçamento deixado pelo meu antecessor, que é uma peça de ficção”, alegou Morando.

um comentário

  1. Nilda Ap.de Oliveira.

    Tanta coisa errada na gestao do Marinho,espero realmente que o Orlando Morando continue firme nas decisões e que cumpra o que prometeu:-TRAZER NOSSA SÃO BERNARDO DO CAMPO de volta,
    uma cidade com mais empregos, cidade que dava orgulho de se viver!!!
    Ah,nao se esquecendo de “acabar c a festa do Lula”uma vergonha aquele museu do safado!!O prédio tem que ser usado p outros serviços!!!
    Melhoria dos serviços das empresas de ônibus, todos os motoristas sao mal educados,todos!!Não parece que sao profissionais que estao trabalhando e recebendo,parece que estao fazendo um favor!!!
    E SÃO TODOS OS MOTORISTAS,NAO SOBRA UM QUE SEJA PROFISSIONAL!!!
    PASSAM DIRETO DO PONTO,OU NAO PARAM NO PONTO,ALGUNS ATÉ MUDAM O ITINERÁRIO POR CONTA,VC LIGA no 0800 RECLAMA,CONTA,E NAO ACONTECE NADA!!!Isto tem que mudar!!!…Estou esperançosa neste momento tao desafiador p a carreira política do Orlando Morando!
    E que nós munícipes sejamos contemplados c as boas novas!
    Muito obrigada pela oportunidade!
    Sucesso total ao Orlando Morando e Equipe!!!

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*