Política-ABC, São Bernardo do Campo, Sua região

Morando: ‘executamos o maior plano de obras, avançando e recuperando todos os setores’

Morando: “em 2021 vamos proporcionar novas políticas para abertura e defesa do emprego”. Foto: Divulgação
Morando: “em 2021 vamos proporcionar novas políticas para abertura e defesa do emprego”. Foto: Divulgação

O prefeito de São Bernardo, Orlando Morando (PSDB), busca neste domingo (15) a reeleição. Segundo pesquisas realizadas nas últimas semanas, o tucano lidera a intenção de votos, seguido pelo ex-prefeito Luiz Marinho (PT). Ao Diário Regional, Morando afirmou que iniciou à frente da prefeitura em 1º de janeiro de 2017, em meio à crise, com mais de R$ 200 milhões de restos a pagar, obras abandonadas, fornecedores atrasados e desperdício do dinheiro público, com carros oficiais, celulares corporativos, entre outros. Entretanto, destacou que “executou o maior plano de obras de São Bernardo, avançando e recuperando todos os setores, promovendo a maior transformação no município”. Confira a entrevista.

Seu primeiro mandato foi de equalização das finanças e entrega de obras paralisadas. Quais propostas apresenta, para eventual segundo mandato, à área da Saúde?

Projetamos a construção do Hospital da Mulher e do Hospital Municipal de Olhos. A modernização das 33 Unidades Básicas da Saúde (UBSs); construção de sete novas UBSs; além de cinco novas Unidades de Pronto Atendimento (UPAs). Vamos criar o Ambulatório Médico de Especialidades (AME), a Rede Lucy Montoro, o novo Ambulatório de Saúde Mental, bem como o novo Hospital Em relação à prevenção à covid, o trabalho continuará sendo preservado no cuidado as vidas, com os hospitais permanentes, profissionais da Saúde, testagem e demais ações.

Quanto à segurança?

Nossa meta são 1.000 novas câmeras de monitoramento; patrulhamento aéreo com drones; criação do Programa Barreiras Eletrônicas nos acessos do município; integração da Guarda Ambien­tal e da Ronda Ostensiva Municipal (ROMU), e patrulhamento comunitário.

O sr. entregou diversas obras de mobilidade. O que projeta para um novo mandato?

Mais cinco novos viadutos; novos corredores nas avenidas Brigadeiro Faria Lima e Robert Kennedy; a ampliação da Estrada dos Alvarengas, além da revitalização da Rua Marechal Deodoro. Implementaremos no­vas linhas de ônibus, bem como a criação de 72 km de ciclovias e ciclofaixas; mais 430 km de vias pavimentadas; e 100% dos ônibus com ar-condicionado e wi-fi.

Para a educação…

Prevemos a reforma e revitalização de 130 escolas; a construção de mais 12 escolas novas; manutenção do programa Aprender Mais para reforço no pós-pandemia; a continuiidade da fila zero para creches; dobrar as vagas no Educar Mais; manter a entrega de uniformes e material escolar no 1º dia de aula e cardápio semanal da merenda para os pais.

No setor habitacional hou­ve avanços neste primeiro mandato. O que planeja para os próximos quatro anos?

Com o “Programa A Casa é Minha” vamos entregar a escritura para mais 21 mil moradores de lotes em núcleos irregulares e a titularidade, por meio de projetos de regularização fundiária. Daremos continuidade aos projetos de urbanização integrada, ao reassentamento habitacional para 4 mil famílias e a produção de mais moradias de interesse social em imóveis obtidos, por meio da aplicação da Lei Municipal n° 6.691/2018, da arrecadação de bens vagos localizados em áreas dotadas de infraestrutura urbana básica.

Quais projetos destaca nes­te primeiro mandato?

Conseguimos executar o maior plano de obras em São Bernardo, avançando e recuperando todos os setores, promovendo a maior transformação na cidade. Entre eles destaco a entrega do Piscinão do Paço, dois hospitais (Urgência e Novo Anchieta), quatro viadutos (Mamãe Clory, José Gomes da Silva, Castelo Branco e Tereza Delta).

Foram 10 mil escrituras entregues e 1.053 unidades habi­tacionais entregues, implementação do ensino integral, com o Programa Educar Mais, acompanhado da entrega de uniforme e kit escolar, antes do primeiro dia de aula, além de alimentação saudável, com cardápio para os pais e responsáveis e zeramos o déficit na fila de espera das creches.

Destaque também para o maior plano de esporte e lazer, com a construção 40 Praças-Parque e 20 Arenas-Parque. Toda essa realização foi possí­vel ao plano de gestão, que cortou os desperdícios, resgatou a credibilidade financeira do município. Também enfatizo o Programa Noite Tranquila, que acabou com os pancadões no município.

Do plano de governo apresentado no início de seu primeiro mandato algum ponto ficou em aberto?

O plano de governo elabo­rado em 2016 foi todo exe­cutado. Realizamos ações em todos os setores, conforme as propostas apresentadas. Além de implementar outras importantes ações no decorrer do mandato, somando ao total 2.000 realizações na cidade.

Quais desafios espera para 2021, haja vista a pandemia e a crise?

Manter o intenso trabalho de cuidar das vidas. Contratamos mais 1.500 profissionais para o setor da Saúde, cons­truímos dois hospitais, dei­xando atendimento exclusivo para o tratamento da covid-19, certificando o alinhamento aos protocolos sanitários em cada atividade.

Quais propostas apresenta para a geração de emprego e a retomada do crescimento, já que o mercado sofreu com o coronavírus?

Gradualmente, avançamos com a retomada da economia na cidade e, em 2021 vamos fortalecer o setor, proporcionando novas políticas para abertura e defesa do emprego, bem como no desenvolvimento econômico, atraindo novas empresas, com a nossa Lei de Incentivo Fiscal (proporciona desconto no IPTU, para quem viabiliza postos de trabalho).

As pesquisas mostram o sr. liderando a disputa pelo Paço. A que credita essa vantagem sobre seu principal concorrente, Luiz Marinho?

O resultado aponta que estamos na direção correta. Ao longo destes últimos quatro anos, conseguimos realizar uma transformação, entregando todas as obras que estavam abandonadas, resgatando a credibilidade da cidade e projetando um futuro próspero. Ainda temos muito trabalho pela frente, mas este resultado mostra a aprovação do nosso governo. São Bernardo melhorou muito e vai seguir melhorando. Quero agradecer a todos pela confiança e dizer que este apoio será muito importante nessa reta final.

Quais considerações o sr. gostaria de fazer sobre sua candidatura à reeleição?

Nossa gestão iniciou o tra­balho em 1º de janeiro de 2017, em meio a uma crise financeira, com mais de R$ 200 milhões de restos a pagar, obras abandonadas, fornecedores atrasados e desperdício do dinheiro público, com carros oficiais, celulares corporativos, entre outros. Ajustamos as contas, com um plano fiscal austero, cortando gastos e garantindo uma economia sustentável. Nos primeiros 100 dias de go­verno, economizamos R$ 100 milhões, o que nos permitiu trabalhar pela implantação do maior plano de obras en­tregue no município.

Junto com isso, instituímos um pacote de ações para cuidar das vidas em São Bernardo, no combate ao coronavírus. Essas ações nos motivaram a fazer ainda mais pela nossa cidade, que não pode mais cair em retrocesso. É olhar para frente e seguir trabalhando com efetividade, com uma gestão realizadora, que recolocou São Bernardo no caminho do desenvolvi­mento e da prosperidade.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*