Minha Cidade, São Bernardo do Campo, Sua região

Morando autoriza contratação de mais 20 médicos para UPAs

Morando autoriza contratação  de mais 20 médicos para UPAs
Morando: “queremos uma saúde que atenda, que resolva e que ofereça respeito aos usuários”. FotoGabriel Inamine/PMSBC

O prefeito de São Bernardo, Orlando Morando (PSDB), informou na tarde de ontem (20) que autorizou a contratação de mais 20 médicos para atuar nas Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) do município. As contratações serão feitas por meio da Fundação ABC. “A gente acaba tendo uma rotatividade grande dentro da saúde. Ontem autorizei a contratação de mais 20 médicos para as UPAS, mantendo os 240 que foram contratados para o Saúde Prioridade”, relatou o prefeito.

Morando e o secretário de Saúde do município, Geraldo Reple, apresentaram balanço do Programa Saúde Prioridade Cirurgia, que teve como objetivo zerar a fila de espera por procedimentos cirúrgicos na cidade. Além dos 3.178 pacientes que aguardavam pelas operações, foram atendidos outros 1.542 munícipes, totalizando 4.720 cirurgias de varizes, colocação de marca-passos, remoção de hérnias umbilicais e vasectomias, entre outras.

“Além dos que aguardavam na fila, atendemos as demandas que entram no sistema diariamente. Hoje, nossa meta é não permitir mais de 90 dias para cirurgias que o município realiza”, explicou o prefeito. “Este é o modelo de saúde que queremos. Uma saúde que atenda, que resolva e que ofereça respeito aos usuários”, completou o prefeito. Foi investido R$ 1,5 milhão em equipamentos para as cirurgias, além dos gastos com novos funcionários dos hospitais.

Hospital de Clínicas

Morando afirmou que ainda neste semestre o Hospital de Clínicas estará operando com 100% de sua capacidade. “Pegamos o hospital com 40%, passamos para 80% e muito em breve vamos ter 100% funcionando. Vamos abrir a terceira ala de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) e manter a média de 500 cirurgias por mês”, destacou.

Geraldo Reple também relatou que as obras do Hospital de Urgência, que está sendo construído no Centro, seguem em ritmo forte e o cronograma de entrega está mantido para o final de 2019. “A parte de alvenaria está bem adiantada, em torno de 20% estão prontos. Uma obra orçada em R$ 100 milhões, já devemos ter gastado R$ 20 milhões”, afirmou.

A obra está estimada em R$ 113 milhões, sendo que 70% do recurso é referente a financiamento junto ao Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). Os outros 30% são recursos municipais.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*