Últimas Notícias

Moradores do Núcleo Missionários vão receber treinamento da Defesa Civil para prevenção e apoio em desastres naturais

O Departamento de Proteção e Defesa Civil de Santo André realizou na manhã deste sábado (26), no Núcleo Missionários, no Jardim Santo André, o primeiro encontro que marca a retomada dos Nupdecs (Núcleo Comunitário de Proteção e Defesa Civil).

Um grupo formado por cerca de 15 lideranças comunitárias vai passar por treinamento específico e preparatório para apoiar as ações da Defesa Civil na prevenção de riscos e para agir antecipadamente em situações de eventos climáticos e catástrofes naturais.

“Prioritariamente, os Nupdecs são formados junto a moradores de áreas que compõem o mapeamento de risco e estão sujeitas a desastres naturais. Com essa importante formação podemos garantir um atendimento cada vez mais eficiente e rápido, sobretudo nos meses de grandes acumulados de chuva no verão. Essa antecipação é importante e focada na prevenção”, destacou o prefeito Paulo Serra.

A Defesa Civil realiza todo o trabalho de formação, treinamento e aperfeiçoamento do Nupdecs, dando orientação e treinamento aos membros das comunidades. Essa capacitação abrange diversos temas, que serão abordados em encontros com a comunidade: primeiros socorros, prevenção de acidentes domésticos, ações nos casos de inundações, enchentes, deslizamentos, incêndios e outros eventos climáticos.

“A formação dos Nupdecs tem o objetivo de desenvolver uma postura pró-ativa diante do perigo, sabendo identificar os riscos de seu território, agindo para a redução dos riscos de desastres. Esse primeiro atendimento até a chegada das equipes, seja da Defesa Civil, dos Bombeiros ou Samu, certamente pode salvar muitas vidas”, destacou a diretora do Departamento de Proteção e Defesa Civil de Santo André, Priscila Oliveira.

Para Reginaldo da Cunha Henrique, de 46 anos, morador do Jardim Santo André, a ação beneficiará toda a comunidade. “Já vimos episódios de deslizamentos e quedas de barreiras aqui no nosso núcleo e não podemos deixar que vidas sejam perdidas desta maneira. É importante participar e disseminar o conhecimento para todos aqui, para que o maior número de vidas sejam salvas e que a gente consiga alertar e ser parceiro dos agentes da Defesa Civil neste processo”, frisou.

Em Santo André, a Defesa Civil atende a uma média de 1.500 chamados por ano, agindo nos riscos de alagamentos, enchentes, acidentes geológicos, consequências estruturais em residências, incêndios, explosões, acidentes causados por produtos químicos e outros.

Para monitorar as áreas de risco, a Defesa Civil de Santo André utiliza os estudos elaborados pelo Serviço Geológico do Brasil, conhecido como CPRM, do Ministério de Minas e Energia, e outro, do Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT), além dos dados do Cemaden (Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais).

Operação – Todos os anos Santo André implementa o Programa Operação Chuvas de Verão, onde as equipes da Defesa Civil realizam acompanhamento e vigilância 24 horas para atuar em casos de enchentes, solapamentos de margens de córregos, movimentação e deslizamento de terra, abalos estruturais e quedas de árvores.

O sistema de alertas preventivos funciona baseado no monitoramento que é realizado pela Defesa Civil e os vários sistemas meteorológicos disponíveis. As mensagens incluem alertas de chuvas fortes, ventos, cuidados com raios, baixa umidade, baixas ou altas temperaturas, entre outras informações.

Interessados em receber os alertas devem mandar uma mensagem via SMS ou WhatsApp para o número (11) 99584-5372, informando o nome e o bairro onde moram e a frase “Quero receber o alerta de chuva”. O serviço é gratuito. É possível também se cadastrar pelo site http://smscadastroalertadechuvasantoandre.blogspot.com/.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*