Comportamento, Serviços

Modelo híbrido de trabalho é o preferido da maioria dos brasileiros, aponta pesquisa global da Sodexo

Para 31% dos entrevistados, o conforto no ambiente de trabalho é fundamental para intensificar as suas atividades presenciais na empresa

No Brasil, 54% dos entrevistados adotam o modelo híbrido de trabalho (com média 2,1 dias por semana home office). Foto: Pixabay
No Brasil, 54% dos entrevistados adotam o modelo híbrido de trabalho (com média 2,1 dias por semana home office). Foto: Pixabay

Quase 70% dos entrevistados brasileiros estão satisfeitos com o modelo híbrido de trabalho, acima da média mundial (64%), e estão dispostos a aumentar a presença no escritório, se as empresas estiverem dispostas a oferecer flexibilidade, ambientes mais confortáveis que favoreçam a troca e o aprendizado com colegas, ao mesmo tempo que tenha espaços que permitam a concentração e serviços de alimentação.  Os dados fazem parte da pesquisa “A Experiência da Vida no Trabalho”, realizada pela Sodexo. Foram entrevistados 5.595 profissionais que atuam em empresas de diferentes setores, em seis países, com o objetivo de compreender os comportamentos e expectativas dos colaboradores durante a jornada de trabalho, neste momento que há a intensificação das atividades presenciais em empresas de todo o mundo.

No Brasil, 54% dos entrevistados adotam o modelo híbrido de trabalho (com média 2,1 dias por semana home office), enquanto 41% estão trabalhando de forma totalmente presencial. Dentre os trabalhadores que atuam no modelo híbrido, 31% afirmam que, em primeiro lugar, o fator determinante para retomar às suas empresas é trabalhar em ambientes mais confortáveis, incluindo estações de trabalho ergonômicas, qualidade do ar, temperatura e iluminação adequadas e, claro, encontrar os colegas não apenas para socializar, mas para aprender e compartilhar experiências com eles.

Em segundo lugar, 29% anseiam por melhores equipamentos e serviços de TI como boa conexão à internet, impressoras, tela de computador e, em terceiro lugar, 22% esperam por áreas silenciosas para foco em atividades individuais. Nas posições seguintes, 21% retornariam se pudessem escolher o horário do expediente, 18% se soubessem quais colegas trabalhos estarão presentes, 14% se o transporte e a alimentação fossem gratuitos ou subsidiados.

Flexibilidade

A flexibilidade continua a ser um elemento-chave na gestão. Quase três em cada dez colaboradores que trabalham presencialmente escolhem ir para o escritório, mesmo tendo flexibilidade concedida pelo empregador. Os entrevistados também apontam que a composição ideal do trabalho remoto é limitada entre um ou dois dias por semana, mas com liberdade para escolher quando querem estar presentes no escritório.

Danielle Totti, vice-presidente de Estratégia, Marketing, Comercial e Performance da Sodexo On-site, explica que as pessoas estão mais dispostas a irem presencialmente aos locais de trabalho, mas para continuar atraindo os profissionais, as empresas precisam proporcionar experiências de alto nível em relação a sua estrutura física, que favoreçam a colaboração, a socialização e o foco. “As soluções que atendem às necessidades reais dos negócios e, ao mesmo tempo, ajudam a aprimorar a conexão, a produtividade e o bem-estar das pessoas durante a sua jornada dentro da empresa são diferenciais importantes diante das novas configurações do mundo do trabalho, além de contribuir para aumentar o engajamento e a permanência dos talentos junto aos seus empregadores”.

Os hábitos alimentares durante o expediente também mudaram, impulsionados pelos momentos de socialização e conexão entre as pessoas em dias de atividades preenciais. Os funcionários demandam, além das refeições principais, que os escritórios tenham cafeterias, lanchonetes e opções de conveniência de comidas e bebidas durante a sua experiência no trabalho. O Brasil é o país pesquisado que apresenta a maior quantidade de áreas para o café (36%, acima da média mundial de 29%) e acompanha a média mundial quando analisa lanchonetes e restaurantes para colaboradores (45% dos entrevistados têm essa solução em seus locais de trabalho).

Os resultados indicam novas prioridades em termos de ambiente de trabalho. Empresas que oferecem serviços de alimentação e facilities têm levado soluções customizadas às necessidades de cada perfil de negócio e público que, além relevantes para as empresas cuidam de seus talentos e fortalecem a cultura organizacional. “Na Sodexo temos as ferramentas para implementar soluções inovadoras, com o objetivo de criar a melhor experiência para consumidores, fornecer serviços personalizados às empresas e contribuir para o crescimento de nossos parceiros”, conclui Danielle.

Metodologia

A pesquisa ‘A experiência da vida no trabalho’ da Sodexo foi realizada em parceria com a YouGov, por meio de painel online, com colaboradores do segmento de Serviços Corporativos (escritório, fábrica, centro de P&D, call-center, armazém ou remoto em tempo integral) e entrevistou um total de 5.595 funcionários, com atuação em seis países: França, Reino Unido, Estados Unidos, Brasil, China, e Índia. A coleta dos dados e a análise foi realizada ao longo do primeiro semestre de 2023.

Sobre a Sodexo On-site

Fou Com 57 anos de expertise em todo o mundo – mais de 40 anos só no Brasil – a Sodexo é líder global em alimentação sustentável e em experiências que geram valor em todos os momentos de vida: aprendizado, trabalho, saúde e diversão

Print Friendly, PDF & Email

Deixe eu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*