Brasil, Editorias, Notícias

Ministério prorroga prazo para apresentação no Mais Médicos

Ministério prorroga prazo para apresentação no Mais Médicos
Nesta sexta venceria o prazo para que os profissionais comparecessem às cidades escolhidas. Foto: Arquivo/Agência Brasil

Cerca de 30% dos brasileiros inscritos no programa Mais Médicos para ocupar as vagas dos cubanos não se apresentaram aos municípios de trabalho até a sexta-feira (14) quando vencia o prazo para que os profissionais comparecessem às cidades escolhidas. A situação fez o Ministério da Saúde prorrogar para a pró­xima terça-feira a data limite para apresentação.

De acordo com a pasta, dos 8.411 médicos inscritos no edi­tal, 2.520 não compareceram nem iniciaram as atividades nas cidades até as 17 horas de ontem. Outras 106 vagas do edital nem chegaram a ter interessados – a maioria em distritos sanitários indígenas.

Na sexta, o ministério também anunciou a prorrogação do prazo para que brasileiros ou estrangeiros formados no exterior se inscrevam na segunda fase do edital. O prazo para esse grupo também vencia ontem, mas foi prorrogado até amanhã. Esses profissionais, que não têm re­gistro no Brasil, poderão ocupar as vagas que não tiveram candidatos brasileiros com registro no país. De acordo com o órgão federal, 8.630 profissionais formados no exterior já se ins­creveram no edital.

Finalizado o período para apresentação dos brasileiros e de inscrição dos formados no exterior, as vagas remanescentes serão ofertadas de acordo com o seguinte cronograma: nos dias 20 e 21, médicos com registro brasileiro poderão escolher municípios com postos vagos e, nos dias 27 e 28, será a vez dos brasileiros formados no exterior. Para os profissionais estrangeiros, a escolha de vagas será nos dias 3 e 4 de janeiro do ano que vem.

EXPECTATIVA

Na avaliação do ministro da Saúde, Gilberto Occhi, a previsão é de que, com a prorrogação do prazo para apresentação, mais médicos inscritos compareçam. “A nossa expectativa é que de 20% a 30% daqueles que não se apresentaram podem, de fato, não comparecer. Mas, de qualquer forma, fizemos essa abertura prévia de edital para formados no exterior para ganhar tempo”, disse o ministro, após participar de evento em São Paulo.

“Considerando que, do total de vagas, só 106 não tiveram interessados, acreditamos que outros profissionais com registro no Brasil ou brasileiros e estrangeiros formados no exterior vão ocupar essas vagas dos cubanos”, completou.

Print Friendly, PDF & Email

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*