Economia, Notícias

Metalúrgicos decidem continuar em greve na Mercedes

Em assembleia realizada na manhã de ontem (23), os trabalhadores da fábrica da Mercedes-Benz em São Bernardo decidiram manter a greve iniciada no dia 4 de maio. As negociações foram interrompidas por parte da empresa, que ingressou na última terça-feira com dissídio coletivo no Tribunal Regional do Trabalho (TRT) – 2ª Região.

Durante a assembleia, o secretário-geral do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, Aroaldo Oliveira da Silva, criticou a decisão da montadora. “Os trabalhadores condenaram a postura da empresa. Nós sempre resolvemos os conflitos com conversa e vamos continuar tentando retomar as negociações. É isso que o trabalhador quer”, destacou o dirigente, que é trabalhador da Mercedes-Benz.

Data-base

Em campanha salarial, com data-base em maio, os 8 mil trabalhadores da montadora reivindicam a assinatura de acordo coletivo que garanta reajuste pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) incorporado aos salários, mudança no cálculo da Participação nos Lucros e Resultados (PLR) e a manu­ten­ção das cláusulas soci­ais pre­vistas no acordo anterior.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*