Economia, Notícias

Mercedes-Benz retoma 2º turno de produção em São Bernardo

Mercedes-Benz retoma 2º turno de produção em S.Bernardo
Segundo a montadora, criação do 2º turno tem como objetivo aumentar o distanciamento entre os funcionários na linha de montagem. Foto: Divulgação

A Mercedes-Benz retomou, nesta quarta-feira (1º), o segundo turno na produção de caminhões em sua fábrica de São Bernardo. A medida visa aumentar o distanciamento entre os funcionários e reforçar as medidas internas de prevenção à covid-19.

“Com essa programação te­remos menos pessoas tra­ba­­lhando por turno, o que as­­segu­ra distanciamento. Além dis­so, ajustamos temporaria­mente nos­so volume de produção para atender pedidos específicos de clientes de caminhões”, afirmou Fernando Garcia, vice-presidente de Recursos Humanos da Mercedes-Benz América Latina.

Segundo a companhia, os setores voltados ao agronegócio e também os de mineração, químico e gás, celulose, alimentos, bebidas e produtos farmacêuticos têm gerado novos pedidos de caminhões.

A Mercedes-Benz informou ain­da que, ontem, a maior parte dos funcionários ligados à pro­dução que trabalhavam desde maio tiveram seus contratos tem­porariamente suspensos com base na Medida Provisória (MP) 936. Metade dos operários vol­taram às atividades no dia 4 de maio.

Enquanto isso, os demais 50% que estavam afastados assumem a produção de veículos até 31 de agosto de 2020, conforme acordo fechado pela empresa com o Sindicato dos Me­talúrgicos do ABC em abril.

A planta de São Bernardo possui 8 mil funcionários. Tam­bém para evitar aglomerações, os colaboradores das áreas administrativas seguem, na gran­de maioria, em home office.

A empresa informou que, desde o início da pandemia, tem adotado várias medidas para proteger a saúde dos seus colaboradores, como a construção de ambulatório de campanha para tratamento específico de funcionários com sintomas do coronavírus, medição de temperatura na chegada à fábrica e ao longo do dia para funcionários e terceiros, distribuição de máscaras e cuidados especiais no transporte, entre outras.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*