Arte & Lazer, Roteiro

Memorial da América Latina recria “Castelo Rá-Tim-Bum”

Foto: DivulgaçãoComeça no próximo dia 31, a partir das 19h, a exposição “Rá-Tim-Bum, o Castelo”, que levará fãs da atração de maior sucesso da TV Cultura a uma experiência por dentro dos cenários do programa, cuja transmissão original foi de 1994 a 1997 e que contou com 90 episódios na emissora.

Foi construído, no Memorial da América Latina, um castelo de 15 metros de altura, como o do programa. Ele abrigará peças originais, como bonecos, figurinos e móveis, transportando o público ao mundo de Nino e companhia. É possível andar por 22 espaços acompanhando a história do seriado e de quem participou dele. Nos cenários há muita tecnologia, como hologramas de personagens, que permitem interações.

“A maior diferença desta exposição para a do Museu da Imagem e do Som, entre 2014 e 2015, é que agora há um castelo real. São 700 m2 de exposição com tudo o que tinha no palácio. Em alguns dias, teremos os atores aqui. As pessoas verão a árvore e a cobra Celeste e subirão ao quarto da Morgana”, destaca Irineu Ferraz, presidente do Memorial.

“É o maior presente para o Memorial, que completou 28 anos no dia 18 de março”, reforça. O presidente revela que 30 mil ingressos já foram vendidos e que não há mais vagas para o primeiro final de semana. Quem quiser adquirir a entrada precisará agendar dia e horário específicos.

“Fizemos uma nova mostra do “Castelo Rá-Tim-Bum” por perceber que nem todo o mundo conseguiu visitar a exposição na primeira oportunidade. A montagem do castelo durou um mês. Pela relação de afeto dos fãs com o programa, teremos uma exposição grandiosa, do tamanho que o público merece.”

Os atores

Os intérpretes dos personagens que marcaram época em “Castelo Rá-Tim-Bum” estão felizes da vida com a homenagem que o Memorial da América Latina prepara. Dentre eles está Rosi Campos, que deu vida à dona Morgana, poderosa feiticeira de 6.000 anos que vivia no alto do castelo. “Achei ótimo. A outra exposição [que ocorreu no MIS] foi um sucesso tremendo. Poderia até virar um parque temático de tanto que gostaram. O programa tem um significado importante na educação. Professores e mães falavam que deixavam as crianças vendo, pois era a melhor babá eletrônica”, lembra a atriz.

A atração contava a história de Nino (Cassio Scapin), um garoto de 300 anos que vivia com os tios feiticeiros num castelo perto de São Paulo. Por não ir à escola, ele se sentia sozinho. Até que fez um feitiço e atraiu três crianças que tinham acabado de sair do colégio. Uma delas era Biba, vivida por Cinthya Rachel. “As pessoas ainda lembram com muito carinho do programa. Vira e mexe algum brasileiro me encontra aqui em Buenos Aires, onde eu moro, e vem falar comigo. Foi um prazer enorme fazer parte do imaginário de tanta gente”, lembra.

Serviço – Rá-Tim-Bum, O Castelo. Estreia dia 31, às 19h. De terça a sexta, das 9h às 20h; sábados, domingos e feriados, das 9h às 22h. Em área anexa ao Pavilhão da Criatividade, no Memorial da América Latina (av. Auro Soares de Moura Andrade, 664, tel. (11) 3823-4644). R$ 20 (ingressos pelo site ratimbumocastelo.com.br). Livre. Duração inicial de três meses.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*