Esportes, Libertadores

Meia Moisés revela cobrança do elenco do Palmeiras após derrota no clássico

Sem vencer há três partidas, com direito a uma derrota no clássico contra o arquirrival, o Palmeiras começa amanhã (1º) sua 18ª participação na Libertadores com alta dose de pressão.

O time estreia contra o Junior Barranquilla, às 21h30 (de Brasília), na Colômbia.

A situação provocou reunião de emergência entre o elenco, comissão técnica e diretoria, na segunda-feira, na Academia de Futebol.

“Aqui (na sala de imprensa), a gente não pode falar o que pensa porque começam a especular. Porém, ali dentro, com a comissão, a gente fala o que viu, o que errou. Tivemos uma conversa bem produtiva. Todo mundo está magoado pela derrota e quer dar uma resposta”, disse o meia Moisés.

“Toda vez que você não ganhar um jogo vão falar que faltou vontade, mas você nunca entra em campo sem vontade de vencer. O que a gente mais tem é vontade de vencer. Porém, em alguns momentos, 100% de vontade não adiantam, tem de ir além”, analisou o camisa 10.

Após dois meses de tratamento especial para entrar em forma, o camisa 10 alviverde pode pintar amanhã como titular. Se isso ocorrer, o volante Tchê Tchê perderá a posição.

O Palmeiras divulgou ontem a lista de inscritos para a Libertadores. Roger Machado optou por deixar Jean e Artur de fora. Os dois estão no departamento médico e só poderão ser inscritos na fase de mata-mata.

Em contrapartida, “esquecidos” como Fabiano e Hyoran constam na lista. Os zagueiros Emerson Santos, que não foi inscrito no Paulista, e Pedrão, promovido da base, são outras surpresas.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*