Esportes, Futebol

Meia Cícero chega ao São Paulo disposto a pôr fim em jejum de títulos do clube

Cícero: “O São Paulo está precisando (de troféus)”. Foto: Rubens Chiri/SPFC Cícero e São Paulo tomaram caminhos diferentes ao fim de 2012, após a conquista da Copa Sul-Americana. De lá para cá, os títulos deixaram de fazer parte da rotina de ambos.

O clube não triunfou em nenhuma competição nas últimas quatro temporadas. O meio-campista ergueu apenas a taça da desprestigiada Primeira Liga, pelo Fluminense, no ano passado.
Agora, a parceria está refeita. Apresentado nos EUA, onde a equipe faz pré-temporada, o atleta de 32 anos mostrou confiança na possibilidade de ser campeão novamente.

“É um prazer enorme vestir esta camisa de novo. Estava pensando que participei do último título do São Paulo. Neste ano, a gente vai brigar lá em cima de novo. Tenho o desejo de levantar um troféu aqui. O clube está precisando”, afirmou o capixaba.

De acordo com Cícero, a chance é maior graças a Rogério Ceni. Ambos foram companheiros nos gramados, entre 2011 e 2012. O meia bota fé na carreira do novo chefe, que indicou sua contratação.

“Estou muito feliz com esse novo desafio dele. É um cara vitorioso. Por que não vai ser vitorioso como treinador também? Imagina, no fim do ano, todos se abraçando, com títulos… Vai ser uma satisfação enorme”, afirmou, em tom reverente. “Estamos muito abaixo do que o Ceni representa para o clube.”

Um dos planos de Ceni é usar Cícero como primeiro volante, na saída de bola. O jogador se colocou à disposição do treinador.
“Só o tempo vai dizer a posição em que vou jogar. O importante é o time criar uma identidade. Vamos brigar lá em cima”, repetiu Cícero.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*