Copa do mundo, Esportes

Médico da seleção descarta corte de Douglas Costa

Médico da seleção descarta corte de Douglas Costa
Lasmar: “Há tempo para recuperação (de Douglas Costa)”. Foto: Pedro-Martins/MoWAPress

Douglas Costa é uma nova preocupação da comissão técnica da seleção brasileira. Em entrevista coletiva concedida ontem (23), Rodrigo Lasmar, médico da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), revelou que o jogador da Juventus se apresentou na Granja Comary se queixando de dores na coxa.

Lasmar disse que há necessidade de trabalhos especiais e que o atleta não deve ir a campo nos próximos dias, mas descartou eventual corte do Mundial. O jogador já teve uma série de cortes nos últimos anos durante a Era Dunga e também com Tite. Ficou fora, por exemplo, da Copa América de 2016 e das Olimpíadas, no mesma ano.

“Douglas Costa chegou e foi feito exame de imagem, que constatou lesão muscular pequena. Dentro disso, não esperem ter o Douglas nessa sequência (de treinos). Ele está hoje a cargo da recuperação na fisioterapia e, no dia a dia, sendo acompanhado para que, depois, seja liberado. A participação no primeiro amistoso é questão a ser avaliada na semana que vem, mas temos tempo de recuperação”, afirmou.

Na reta final de preparação, a seleção realizará dois amistosos: contra a Croácia, em Liverpool, no dia 3, e contra a Áustria, em Viena, no dia 10. Douglas Costa e outros atletas serão monitorados até a estreia no Mundial, no dia 17 de junho, diante da Suíça, em Rostov.

Fagner

Outro atleta que tem atenção especial da comissão técnica é Fagner. O lateral do Corinthians se apresentou em recuperação de lesão muscular sofrida em jogo do Brasileirão e também não vai a campo nesta semana.

A lateral direita é uma preocupação para Tite desde antes da convocação, uma vez que Daniel Alves foi cortado por conta de lesão no joelho.

“Fagner vem evoluindo da lesão no músculo posterior da coxa e tem apresentado resposta muito positiva (…) Na medida em que cumprir as medidas dentro da fisioterapia, será entregue para a preparação física. A partir da semana que vem, é possível que comece trabalhos no campo”, explicou Lasmar.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*