Saúde e Beleza

Mauá chega a 134 leitos para pacientes em tratamento da covid

Atual gestão ampliou o atendimento da saúde pública implantando mais 30 leitos de UTI, 22 de enfermaria e 44 de suporte ventilatório. Foto: Divulgação/PMM
Atual gestão ampliou o atendimento da saúde pública implantando mais 30 leitos de UTI, 22 de enfermaria e 44 de suporte ventilatório. Foto: Divulgação/PMM

A rede pública de saúde de Mauá vem se estruturando para o enfrentamento à covid,. A quantidade total de leitos exclusivos para o tratamento da doença foi ampliado em 46% em relação a 2020, passando de 92 para 134 unidades.

O número é ainda maior, 253%, se for levado em consi­deração que na maior parte do ano Mauá contou com apenas 38 leitos direcionados exclusivamente para as internações decorrentes da contaminação por coronavírus. Segundo a prefeitura, o hospital de campanha funcionou por pouco mais de três meses e com horário de funcionamento (das 7h às 19h) e os leitos existentes nas UPAs (Unidades de Pronto Atendimento) à época não eram totalmente voltados para tratamento da covid.

No ano passado, Mauá contava com estrutura de 20 leitos de UTI e 18 de enfermaria no Hospital Nardini. Atualmente, o hospital municipal está equipado com 40 leitos de UTI e 30 de enfermaria.

Além disso, o atual governo firmou convênio com a rede privada, mais especificamente com o Hospital Sagrada Família, para disponibilizar à população mais 20 leitos, sendo 10 de UTI e 10 de enfermaria.

Outro dado importante é que até 2020, as quatro UPAs de Mauá somavam 24 leitos de enfermaria para atendimento às mais diferentes doenças. Neste ano, além de reformular totalmente o setor, transformando os leitos destas unidades de pronto atendimento em estruturas de suporte ventilatório (preparadas para ofertar oxigênio a doentes diagnosticados com casos mais graves da covid), a quantidade de leitos foi ampliada e destinada exclusivamente para tratamento da infecção por coronavírus. Hoje, há 44 leitos de suportes ventilatórios disponíveis à população, sendo 11 em cada UPA.

 

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*