Economia, Notícias

Material escolar tem diferença de preço de até 457%, revela pesquisa do Procon-SP

Materiais escolares subiram 13% em 12 meses, contra inflação de 6,65% no período. Foto: Wilson Dias/Abr

A boa e velha pesquisa de preços continua sendo uma ferramenta importante na hora de adquirir o material escolar. Levantamento realizado pela Fundação Procon de São Paulo (Procon-SP) encontrou diferenças de até 457,14% nos valores de um mesmo produto.

O produto com a maior diferença é o lápis preto, que custa R$ 0,35 em um estabelecimento e R$ 1,95 em outro. A pesquisa, feita entre os dias 6 e 8 de dezembro passado, abrangeu 214 itens, em dez lojas de todas as regiões da Capital.

Segundo a Fundação Procon-SP, após a comparação de 168 produtos escolares comuns entre a pesquisa deste ano e a feita no final de 2015, foi constatado em média acréscimo de quase 13% nos preços, enquanto o Índice de Preços ao Consumidor de São Paulo (IPC-S) da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), referente ao período, registrou variação de 6,65%.

Material usado

“O Procon-SP orienta que, antes de ir às compras, o consumidor verifique quais produtos da lista já possui em casa e se estão em condição de uso. Promover a troca de livros didáticos entre alunos que cursam séries diferentes também garante economia e reaproveitamento de recursos”, diz a entidade.

Ainda segundo o Procon, as escolas não podem exigir na lista de material a aquisição de itens de uso coletivo, higiene pessoal e materiais de escritório, de higiene ou limpeza.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*