Esportes, Futebol, Paulistão

Martins destaca trabalho coletivo como trunfo para levar São Caetano de volta à elite

Martins: “O São Caetano precisava voltar à elite”. Foto: Fabrício Cortinove/AD São CaetanoApós a primeira passagem pelo clube em 1999, o técnico Luís Carlos Martins retornou ao São Caetano no final de 2014 com uma missão: recolocar o Azulão na elite do futebol paulista, da qual o time do ABC saiu em 2013.

Após “bater na trave” nas edições de 2015 e 2016 do Campeonato Paulista da Série A2, nesta temporada o objetivo foi alcançado. O São Caetano garantiu o acesso, conquistou o título da competição e o treinador destacou, como trunfo para a volta do Azulão à elite, o trabalho desenvolvido desde que retornou ao comando da agremiação.

“Graças a Deus, a partir de 2015, as coisas começaram a clarear em todos os sentidos. Fizemos bons campeonatos, assim como aconteceu neste ano. Conseguimos o acesso, que foi o mais importante. O São Caetano precisava retornar à primeira divisão o mais rápido possível”, avaliou Luís Carlos Martins.

O título deste ano foi o segundo do Azulão na Série A2. A primeira conquista do clube na divisão aconteceu em 2000, ano em que Túlio Maravilha e companhia contribuíram para ga­rantir a participação do ti­me na elite de São Paulo.

Obstáculos

Porém, para que o São Caetano conseguisse o retorno ao Paulistão, vários obstáculos precisaram ser superados. “O acesso foi muito difícil de conquistar. Caíram seis clubes e apenas dois subiram. Graças ao esforço de todos, conseguimos nosso grande objetivo no campeonato”, afirmou Luís Carlos Martins – que, apesar de ser conhecido como “Rei do Acesso”, ergueu a taça da A2 pe­la primeira vez na carreira.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*