Brasileirão, Esportes

Marinho evita polêmica com Felipe Melo e admite pressão no Santos após tropeços

Depois de um dia de folga, os jogadores do Santos voltaram ao trabalho na manhã desta quarta-feira (28), no CT Rei Pelé, em Santos. Como de costume, o treino foi fechado pelo técnico argentino Jorge Sampaoli à imprensa, que pôde acompanhar apenas o aquecimento dos atletas, por cerca de dez minutos. Quem conversou com os jornalistas após a atividade foi o atacante Marinho, que evitou polêmica com o volante Felipe Melo, do Palmeiras, e admitiu pressão na equipe após tropeços que custaram a liderança do Campeonato Brasileiro.

Há algumas semanas, Felipe Melo provocou o Santos dizendo que era bonito ver o time jogar, mas que a equipe já havia sido eliminada de três competições (Copa do Brasil, Campeonato Paulista e Copa Sul-Americana). Nesta terça-feira, foi o Palmeiras que também caiu na terceira competição na temporada com a derrota para o Grêmio nas quartas de final da Copa Libertadores.

Questionado sobre se era bonito ver o Palmeiras fora do torneio continental, Marinho se esquivou de qualquer polêmica. “Bonito é ver nosso time jogar, até porque ontem (terça-feira) eu estava vendo o jogo. Gosto de futebol e acompanhava os amigos que deixei no Grêmio. Foi um bom jogo, mas minha preocupação vai ser sempre o Santos. O Palmeiras é um rival, como o Grêmio também é no Campeonato Brasileiro, mas minha preocupação é com o nosso time”, disse.

Marinho está suspenso pelo terceiro cartão amarelo recebido no empate por 3 a 3 com o Fortaleza, no domingo passado, na Vila Belmiro, e não jogará neste sábado contra a Chapecoense, na Arena Condá, em Chapecó (SC), pela 17ª rodada do Brasileirão. O time buscará reabilitação após tropeços nas últimas três partidas – os outros foram as derrotas para São Paulo e Cruzeiro -, que permitiram ao Flamengo assumir a liderança da competição.

O atacante santista mostrou que está ciente da pressão que o elenco santista sofrerá daqui para frente. “A gente tinha pressão quando estava na liderança e temos pressão agora que a gente saiu. Vamos ter de retomar nosso futebol e os grandes jogos para que a gente possa voltar à primeira posição. Campeonato é longo, mas temos de estar coladinhos ali na frente”, afirmou.

Neste final de semana, o Santos pode se aproveitar do fato de o Flamengo enfrentar o Palmeiras, domingo, no Maracanã, em confronto direto pelas primeiras colocações. Perguntado sobre se vai torcer para o rival alviverde para que o time santista possa retomar a ponta em caso de vitória em Chapecó, Marinho não titubeou.

“Não adianta ficar torcendo para A ou B se a gente não fizer nossa parte. A torcida será sempre e única para nosso time. É ruim ficar fora. São dois cartões pelo Santos e um pelo Grêmio, mas não dá para lamentar. É ruim estar fora porque quanto mais eu tiver sequência, melhor. Porém, sabemos que os outros jogadores que entrarem têm qualidade, tanto o Derlis (González), quando o Venuto”, completou.

 

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*