Mulher, Serviços

Marca esportiva feminina irá destinar parte do faturamento para instituição que acolhe mulheres

De acordo com Fernanda Dias Coelho, fundadora e administradora da empresa, o objetivo é promover impacto social e contribuir para a autoestima, autoconfiança de outras mulheres que estão esquecidas pela sociedade. Foto: Divulgação
De acordo com Fernanda Dias Coelho, fundadora e administradora da empresa, o objetivo é promover impacto social e contribuir para a autoestima, autoconfiança de outras mulheres que estão esquecidas pela sociedade. Foto: Divulgação

A partir dos próximos lançamentos, a marca Deixa Ela Treinar irá contribuir com uma instituição que acolhe mulheres em situação de vulnerabilidade social e também um presídio que integra e recompõe mulheres, ajudando-as assim no processo de ressocialização.

A cada camiseta vendida serão doados dois pacotes de absorventes íntimos para a instituição Casa da Mulher, de Juiz de Fora (MG). De acordo com Fernanda Dias Coelho, fundadora e administradora da empresa, o objetivo é promover impacto social e contribuir para a autoestima, autoconfiança de outras mulheres que estão esquecidas pela sociedade.

“O tema da dignidade íntima ganhou destaque nos últimos tempos, mas nós acreditamos que é preciso debater mais sobre isso. Queremos sensibilizar a sociedade a respeito das condições de sobrevivência que mulheres em situação de vulnerabilidade social estão vivendo! As marcas têm o papel de educação também,” explica Fernanda.

Fernanda já vivenciou na pele o quanto uma mulher pode ser vítima da sociedade, a Deixa Ela Treinar surgiu em 2019 após a empresária ser assediada enquanto fazia o seu treino de ciclismo. No entanto, ela decidiu não se calar e foi para as redes sociais, onde percebeu que a sua dor era a mesma de outras mulheres que assim como ela, gostariam do básico, respeito enquanto cuidavam da saúde.

Foi depois disso e com investimento inicial de R$ 150 que a marca foi criada, vendendo 10 pares de meias pelo Instagram. Atualmente a marca tem o propósito de discutir, problematizar e sensibilizar os espaços que as mulheres ocupam em todos os âmbitos da sociedade, utilizando o esporte como ferramenta de transformação social.

A empresária reitera que o esporte tem vários papéis na vida das pessoas e principalmente na trajetória das mulheres. No processo de acolhimento, ele contribui para melhoria dos níveis de autoestima, autoconfiança, diminuindo a ansiedade, depressão e o estresse.

“Esses sentimentos e sensações são comuns em mulheres que estão nessas condições. O esporte é carregado de valores positivos! Portanto, questões como convívio em grupo, respeito, resiliência, entre outros aspectos podem ser aplicados no processo de ressocialização e nisso que a Deixa Ela Treinar acredita e quer colaborar”, destaca.

SOBRE A DEIXA ELA TREINAR

Como você se sairia após uma experiência traumática? Igual a muitas mulheres Brasil à fora, Fernanda Dias Coelho, fundadora da empresa Deixa Ela Treinar, foi vítima de assédio e no caso dela, o crime aconteceu durante o seu treino de ciclismo.

Entretanto,  não se calou, foi para as redes sociais e percebeu que a sua dor era a mesma de outras mulheres que assim como ela, gostariam do básico, respeito enquanto cuidavam da saúde. Foi depois disso e com investimento inicial de R$ 150 que a marca foi criada, vendendo 10 pares de meias pelo Instagram.

A Deixa Ela Treinar surgiu em 2019 e se tornou muito mais do que uma grife esportiva focada em mulheres. Atualmente a marca tem o propósito de discutir, problematizar e sensibilizar os espaços que as mulheres ocupam em todos os âmbitos da sociedade, utilizando o esporte como ferramenta de transformação social.

A ideia cresceu e a empreendedora, que também é formada em Educação Física pela Universidade Federal de Viçosa – Minas Gerais, foi selecionada para participar do reality show de empreendedorismo “Shark Tank Brasil” e conseguiu o investimento da Shark Carol Paiffer. A partir daí, a marca que surgiu dentro de um quarto, começou a fazer parte do mundo dos esportes, em território nacional.

Os produtos da Deixa Ela Treinar carregam a “cara” de um movimento feminino que busca promover impacto. “Muitas mulheres deixam de ter uma rotina de atividade física ao longo da vida. Nós estamos aqui para trazer essa mulher de volta, fazer com que ela se sinta bem, feliz e na sua melhor versão,” explica Fernanda.

A mulher atual precisa entender seu papel na sociedade e tomar posse disso. A Deixa Ela Treinar participa deste movimento de empoderamento feminino com peças arrojadas e que se adaptam a todos os tipos de corpo. Proporcionando assim uma caminhada ou uma pedalada segura e sem incidentes quanto a roupa das praticantes.

SUSTENTABILIDADE E DIVERSIDADE

Voltadas para o propósito e a sustentabilidade do meio ambiente, a Deixa Ela Treinar utiliza tecidos tecnológicos biodegradáveis e seu processo de sublimação evita o desperdício de água.

Vale ressaltar ainda que os resíduos de tecidos das camisas produzidas pela marca também são reutilizados na confecção de embalagens de presente.

IMPACTO SOCIAL

Neste ano a Deixa Ela Treinar passou a exercer outras ações que visam revolucionar a coletividade, como um todo. A partir dos próximos lançamentos, parte do faturamento da empresa será destinado a uma instituição que acolhe mulheres em situação de vulnerabilidade social e também um presídio que integra e recompõe mulheres, as ajudando no processo de ressocialização.

SITE: https://www.deixaelatreinar.com.br/
INSTAGRAM: https://www.instagram.com/deixaelatreinar_/

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*