Últimas Notícias

Maninho deixa penitenciária do Tremembé

O ex-vereador de Diadema Manoel Eduardo Marinho, o Maninho (PT), e seu filho, Leandro Eduardo Marinho, deixaram a penitenciária de Tremembé, no interior de São Paulo, no início da tarde desta segunda-feira (17). Na última sexta-feira, ambos foram be­neficiados com pedido de habeas corpus concedido pelo minis­tro Jorge Mussi, do Superior Tribunal de Justiça. O ministro acatou pedido de habeas da defesa do ex-vereador e de seu filho, a cargo dos advogados Roberto Guimarães e João Paulo Martinelli, professor do IDP-SP.

Maninho e seu filho tiveram a prisão decretada após terem agredido o empresário Carlos Alberto Bettoni, na noite de 5 de abril, em frente ao Instituto Lula. Na ocasião, a informação sobre a ordem de prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para cumprir a pena de 12 anos e um mês de reclusão no processo do triplex havia acabado de ser divulgada. Um grupo de manifestantes se concentrou à porta do Instituto, no bairro do Ipiranga, em São Paulo.

Pai e filho foram denunciados por tentativa de homicídio por motivo torpe e cruel.Maninho do PT e Leandro são acusados de terem empurrado o empresário, que teria gritado “ofensas” ao PT. Bettoni bateu a cabeça em um caminhão que passava pelo local. O empresário foi, então, encami­nhado ao Hospital São Camilo, onde ficou internado até o final de abril.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*